uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Reiseiro Serafim das Neves

Edição de 08.01.2014 | E-mails do outro mundo
Ouvir um presidente de uma Assembleia Municipal a chamar cachopos birrentos aos membros daquele órgão autárquico é um sinal de que a liberdade de expressão não está em perigo. Infelizmente os cachopos da Assembleia Municipal de Azambuja não usaram o direito de réplica o que privou espectadores ao vivo e leitores das actas de mais uns belos nacos de controvérsia democrática.Eu rejubilo de cada vez que há borrasca nas reuniões políticas. E quando a borrasca é popularucha e com forte pendor humorístico, rejubilo ainda mais. A democracia não deve ser pastosa e chata como defendem alguns. Para isso já bastam as ditaduras. Já assisti a períodos antes da ordem de trabalhos que deixam a um canto as melhores comédias teatrais. Diálogos de surdos, gafes monumentais, disparates de cair da cadeira abaixo a rir. Abençoado 25 de Abril que tantos actores políticos notáveis nos deu.O presidente António Matos da Assembleia Municipal de Azambuja, o tal dos cachopos amuados e birrentos, é apenas um entre milhares e milhares de outros cidadãos que enveredaram por uma carreira no grande palco das autarquias locais. Mas há que reconhecer que a sua estreia faz adivinhar momentos de grande recorte teatral. Fiquei feliz por o primeiro bebé do ano da região ser filho de chineses. O destino também tem algum sentido de humor. E quando me disseram que entre os nascidos em 2013 em Santarém há bebés de 23 nacionalidades diferentes ainda mais feliz fiquei. Finalmente fiquei a saber o que é o multiculturalismo. Imagina duas dezenas de rebentos a chorarem pela mama da mãe em outros tantos idiomas?! No concelho de Abrantes caiu um raio que abriu no chão uma cratera de vários metros. Foi numa localidade chamada Medroa e há já quem fale na descoberta de antigas galerias subterrâneas. Não tarda aparecem por lá camionetas de espeleólogos. E quando for anunciado que aquilo é do jurássico até lá vai o primeiro-ministro. Depois das grutas de Mira d’Aire vamos ter as catacumbas da Medroa. Finalmente o turismo começa a mexer aqui pela região. Vou já comprar uma corda e um capacete com lanterna para ir explorar os buracos lá da terra. Quem sabe não encontro por lá moedas de euro da idade da pedra.Li uma notícia sobre as oito horas que os doentes urgentes esperam para ser atendidos no Hospital de Santarém. Depois da chamada triagem de Manchester, baseada numa observação sumária de quem chega à urgência, temos uma triagem escalabitana, baseada em factos. Se ao fim de oito horas um doente urgente ainda não se finou, é sinal de que se trata de uma falsa urgência e o mesmo pode ser mandado para casa. Se entretanto cair para o lado poderemos concluir que o seu estado requeria mesmo cuidados urgentes. Pode faltar tudo neste abençoado cantinho da Europa. O que não nos falta é capacidade para inovar.Os vereadores da oposição na Câmara de Coruche protestaram por não terem sido convidados para o almoço de Natal do município e fizeram muito bem. Se fosse eu também me queixava. Almoçar à custa do orçamento deve ser para todos e não apenas para as maiorias. Será que o presidente da câmara nunca ouviu falar da crise que vai por aí?!Um abraço pantagruélico doManuel Serra d’Aire

Mais Notícias

    A carregar...