uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Trabalhadores da Postejo suspenderam greve de uma semana

Edição de 08.01.2014 | Economia
Os trabalhadores da Postejo - Pré-fabricados de Cimento, em Benavente, suspenderam esta segunda-feira, 6 de Janeiro, a greve que haviam convocado para toda esta semana, depois de a administração se comprometer a pagar o salário de Dezembro até ao próximo dia 20.Pedro Jorge, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Cerâmicas, de Cimentos e Similares do Sul, disse à agência Lusa que a greve foi suspensa às 11h00, tendo em conta os compromissos assumidos pela administração. Segundo o sindicalista, a empresa comprometeu-se a pagar metade do salário de Dezembro até ao próximo dia 13 e a outra metade até dia 20, devendo ainda apresentar na próxima semana um ponto de situação em relação às diuturnidades em falta e até ao final do mês um plano de pagamento dos subsídios em atraso.Os cerca de 30 trabalhadores da Postejo anunciaram em Setembro a realização de uma greve de uma hora diária para exigir o pagamento dos subsídios de férias de 2012 e de 2013 e das diuturnidades, paralisação que foi suspensa graças ao pagamento de parte do subsídio de 2012.Pedro Jorge disse à Lusa que o pagamento do subsídio de 2012 foi saldado em meados de Outubro, ficando por pagar o subsídio de 2013 e as diuturnidades em falta “há vários anos”, a que acresceu agora o pagamento do mês de Dezembro.Durante o plenário que os trabalhadores realizaram hoje de manhã, a administração solicitou uma reunião para ser negociada uma solução, tendo em conta a necessidade de, após o período de férias de Natal (durante o qual a empresa esteve encerrada), fazer entrega de material encomendado, que permitirá fazer os pagamentos, disse Pedro Jorge.“Com base nisto, perante a solicitação para que seja retomada a produção para a entrega do material que permitirá fazer os pagamentos, os trabalhadores decidiram não terminar mas sim suspender a greve até aos prazos dados pela empresa”, afirmou, sublinhando que estes sempre estiveram disponíveis para o diálogo.

Mais Notícias

    A carregar...