uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Estrada que liga EN3 a Casével continua por arranjar

Estrada que liga EN3 a Casével continua por arranjar

Há pelo menos meia dúzia de anos que autarcas e automobilistas reclamam obras num troço esburacado com cerca de um quilómetro, da responsabilidade da Câmara de Torres Novas.

Edição de 08.01.2014 | Sociedade
Chegou mais um Inverno e a estrada que liga a Estrada Nacional 3 às freguesias de Casével (Santarém) e Alcorochel (Torres Novas) continua por arranjar devido à inacção da Câmara de Torres Novas, que apesar dos sucessivos protestos verificados nos últimos anos teima em não realizar uma intervenção de fundo que elimine os múltiplos buracos no troço de estrada que é da sua responsabilidade.O assunto foi relembrado pelo presidente da junta de freguesia de Casével e Vaqueiros na última sessão da Assembleia Municipal de Santarém. Carlos Trigo perguntou ao presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), qual o ponto de situação do processo, tendo este referido que tem uma reunião marcada para a primeira quinzena de Janeiro com o seu congénere de Torres Novas para se tentar chegar a uma solução.O troço mais problemático, que liga a EN 3 na zona de Bugalhos (Alcanena) até à bifurcação que dá acesso a Casével e a Alcorochel, é da responsabilidade exclusiva da Câmara de Torres Novas e as obras são há muito reclamadas. Os protestos populares fazem-se ouvir regularmente, bem como as reclamações dos autarcas das freguesias afectadas, mas a situação não ata nem desata. A Câmara de Torres Novas e a de Santarém chegaram a acordo em Maio de 2010 para a repartição dos encargos na reparação da totalidade do troço (67% da parte torrejana, cabendo o resto a Santarém), mas nem assim houve fumo branco.A última acção de protesto, em Outubro de 2012, envolveu o corte da estrada municipal 567-2 com entulho e árvores, o que levou a Câmara de Torres Novas a realizar trabalhos mínimos de manutenção da via tapando os buracos na zona mais problemática.Antes, em Fevereiro de 2009, populares dos dois municípios ocuparam a estrada exigindo a reparação da via. O protesto subiu de tom em Janeiro de 2011 quando, na véspera de nova manifestação, a Câmara de Torres Novas mandou tapar alguns buracos. Nesse dia, a Junta de Casével fez uma contagem de tráfego nos dois quilómetros que ligam a freguesia até à EN3, tendo contado 560 viaturas entre as 07h00 e as 14h30.
Estrada que liga EN3 a Casével continua por arranjar

Mais Notícias

    A carregar...