uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Candidatura do Museu do Curtume ao PRODER foi cancelada

Candidatura do Museu do Curtume ao PRODER foi cancelada

Câmara Municipal de Alcanena vai agora submeter projecto ao QREN
Edição de 15.01.2014 | Sociedade
O projecto para instalação do Museu do Curtume que a Câmara de Alcanena candidatou aos fundos comunitários do PRODER (Programa de Desenvolvimento Regional) e que já tinha sido aprovado foi agora cancelado. A decisão chegou no final do mês de Dezembro. A presidente da autarquia, Fernanda Asseiceira (PS), explicou em reunião de câmara que existe uma regra no PRODER que impede a aprovação de candidaturas de entidades que tenham tido aprovados projectos num valor superior a 200 mil euros nos últimos três anos. “É uma regra que não faz sentido mas foi por isso que o PRODER nos retirou a aprovação da candidatura”, justificou.No entanto o município já encontrou uma solução. Vai apresentar a mesma candidatura para a criação do Museu do Curtume ao programa comunitário QREN (Quadro Referência Estratégico Nacional) através da ADIRN (Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte), não havendo assim o problema que houve com a candidatura ao PRODER.A Câmara de Alcanena quer que o futuro Museu do Curtume seja um espaço “vivo”, agregador de vários parceiros, entidades e empresas da região, de modo a vincar, cada vez mais, o concelho como a “Capital da Pele”. A marca foi registada em Fevereiro de 2012. Na edição de O MIRANTE de 12.09.2013 Fernanda Asseiceira anunciava que a inauguração oficial do equipamento estava prevista para Setembro de 2014. Agora, com este entrave, é provável que tudo fique mais atrasado.O futuro museu abriu portas “simbolicamente” no dia 10 de Setembro do ano passado para a assinatura de um protocolo entre Câmara de Alcanena, Instituto Politécnico de Tomar (IPT), Associação Portuguesa dos Industriais de Curtumes (APIC) e Centro Tecnológico das Indústrias do Couro (CTIC). Cada parceiro vai contribuir com as suas competências, existindo prazos estipulados para os objectivos delineados. O Museu do Curtume, um amplo e espaçoso edifício, é um projecto iniciado pelo executivo liderado por Luís Azevedo. Um dossiê que foi sendo trabalhado a espaços, especialmente na recuperação do espólio. O museu está localizado no espaço onde existiam uns antigos celeiros. A intervenção, iniciada em Janeiro de 2008, ronda os 1,7 milhões de euros.O espaço vai contar com zonas de exposição permanentes e temporárias, para além de um auditório que funcionará como centro educativo. Está também prevista a construção de um centro de educação sobre a arte do curtume. Este protocolo contempla ainda a elaboração do projecto de criação de uma Unidade de Inventariação e Conservação do espólio existente, a funcionar nas instalações do museu, com um grupo de trabalho orientado pelo Instituto Politécnico de Tomar.
Candidatura do Museu do Curtume ao PRODER foi cancelada

Mais Notícias

    A carregar...