uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Os altos voos de uma empresa inovadora

Os altos voos de uma empresa inovadora

Vertequip - Galardão Micro-Empresa 2013
Edição de 26.11.2014 | Galardão empresa do ano
A Vertequip é uma empresa condenada ao sucesso se tivermos em conta o dinamismo e a criatividade dos seus sócios e principais trabalhadores. Manuel Júnior, um cidadão brasileiro a trabalhar em Portugal desde 1997, inspirou-se e de uma ideia simples criou um produto que pode revolucionar em poucos anos o trabalho em altura e profundidade. A Vertequip fabrica produtos que compõem um Sistema de Translação e Elevação de Pessoas (STEP), substituindo andaimes, plataformas elevatórias e cordas para realização de vários trabalhos. Instalada na Chamusca, a Vertequip já chega a muitos países de todo o mundo. Os dois sócios principais da empresa, Manuel Júnior e Pedro Gonçalves, vivem do outro lado das fronteiras a conquistar mercado internacional para o seu produto. Na Chamusca João Galopim coordena a fábrica e uma pequena equipa que vai do engenheiro mecânico até ao director de marketing.A grande ideia que sustenta esta empresa foi criada quando Manuel Júnior percebeu que podia substituir nos trabalhos em altura os andaimes e as cordas por uma estrutura muito mais segura para evitar os acidentes de trabalho e poupar na mão-de-obra assim como em tempo gasto na execução do mesmo. A ideia é simples mas o resultado pode ser revolucionário a curto prazo se entretanto as empresas não demorarem muito tempo a perceber o valor do empreendimento.Apesar da empresa ter poucos anos, e o projecto só ter sido aprovado pelo QREN em meados de 2013, a actividade comercial e a dinâmica já têm resultados extraordinários. O maior conta-se em poucas palavras. O equipamento pensado para trabalhos em altura está neste momento a ser usado num poço para extracção de carvão em Angola onde proporciona a descida a mais de cem metros de profundidade. Foi, até agora, o maior negócio da empresa no sector da exportação que nesta altura representa 80% do negócio.Outro exemplo: a empresa não tem faltado às principais feiras internacionais e onde está causa sensação. Em Espanha uma televisão abriu o seu telejornal recorrendo aos equipamentos da Vertequip para mostrar outro ângulo de abordagem de imagens em directo. Concebido para a construção civil o equipamento pode ser usado com o mesmo sucesso no mercado das artes ou do desporto.João Galopim revelou a O MIRANTE que o grande desafio da empresa é ultrapassar fronteiras e levar o equipamento às grandes empresas que operam nos maiores mercados do mundo. O grande problema é abrir portas onde estão instalados grandes interesses. Vontade de trabalhar não falta. Os prémios que o produto recebeu nos dois últimos anos já abriram portas nomeadamente em empresas importantes como é o caso da EDP, que premiou a empresa com uma menção honrosa no prémio “EDP inovação”. A conquista dos prémios “Aveiro Empreendedor” e “Caixa Empreendedor” também contribuíram para o conhecimento da empresa e da dinâmica da sua equipa.João Galopim conta que num ano conseguiram certificar a qualidade do produto, produzir catálogos, conceber o sítio na internet, conquistar parceiros em várias partes do mundo e montar uma máquina que faça jus à qualidade do produto e ao seu interesse para o mercado.
Os altos voos de uma empresa inovadora

Mais Notícias

    A carregar...