uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Controlo de velocidade pouco visível gera queixas de “caça à multa” 

Edição de 28.01.2015 | O Mirante dos Leitores
Admiro a lata de certos condutores que fazem as maiores asneiras, desrespeitam o código da estrada pondo em risco a vida dos outros e depois dizem que a culpa é da polícia. A chico-espertice nacional é cada vez mais intolerável e deve ser bem castigada. Quem é que não conhece um amigo, vizinho ou familiar que morreu, ficou estropiado ou correu risco de vida por causa de transgressores irresponsáveis que conduzem de acordo com as regras de trânsito que inventam a cada momento para si próprios? Um dia destes vamos ouvir certas pessoas a reclamarem porque a GNR se esqueceu de nomear um agente para ir ao seu lado no carro a fim de prevenirem uma condução perigosa. Respeitem os sinais de trânsito! Se algum não estiver bem colocado ou for anacrónico queixem-se e denunciem a situação por todos os meios, incluindo a comunicação social. Nem sempre resulta, como eu sei por experiência própria, mas pelo menos ficamos com argumentos e de consciência tranquila. Já agora, quem é condutor e nunca desrespeitou o código da estrada, que atire a primeira pedra.Mónica    Eu já fui “apanhado” no mesmo local a 79 kms/h tendo pago 120 euros de multa! Vinha de Vila Franca de Xira para Alhandra às 23h00 e quer a viatura da PSP fosse ou não descaracterizada era impossível identificá-la.Acho muito bem estas operações. Paguei, contrariado, mas é a única forma de tentar que os condutores portugueses sejam racionais. Meter-lhes medo. Pô-los a conduzir com medo da multa. De outra maneira é impossível.Joaquim Ribeiro

Mais Notícias

    A carregar...