uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Actor dos sete ofícios

Edição de 04.02.2015 | Primeiro Plano
Joaquim Salvador nasceu em Lisboa mas sempre viveu em Samora Correia, terra natal dos seus pais. Foi aí que começou a sua carreira de actor, no grupo de teatro “Os Revisteiros”. Decorria o ano de 1986. Tinha 16 anos de idade na altura e foi um dos fundadores do grupo, que se mantém até hoje com uma actividade bastante regular. Tirou o curso de teatro no Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral, em Lisboa, e já passou por diversos programas da televisão portuguesa, como foi o caso do Big Show SIC, Escolinha do Baião e Malucos do Riso, além de ter entrado em várias novelas, como Super Pai, Lusitânia Paixão, Saber Amar e Feitiço de Amor. Trabalhou com Filipe La Féria em várias peças musicais e, de há 15 anos a esta parte, dirige o grupo de teatro açoriano “A Jangada”, na Ilha das Flores, para onde viaja com frequência. Está ligado ao carnaval samorense desde o primeiro ano em que começou a ser organizado pela ARCAS - Associação Recreativa e Cultural Amigos de Samora, tanto no apoio à organização como na participação dos desfiles. Há cerca de 12 anos é o responsável cultural do Palácio do Infantado, em Samora Correia, onde, em parceria com a Câmara Municipal de Benavente, realiza exposições sobre diversas temáticas. “Gosto muito do que faço, embora tenha algumas saudades da televisão, um mundo do qual acabei por me desviar a certa altura da minha vida”, confessa o artista, apesar de admitir que a sua grande paixão seja mesmo o “contacto com as pessoas”. Sílvia Guimarães

Mais Notícias

    A carregar...