uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Conviver entre a música e a dança

Conviver entre a música e a dança

Edição de 04.02.2015 | Primeiro Plano
Maria Leonor Cardoso, 66 anos, moradora na Quinta da Piedade, na Póvoa de Santa Iria, ingressou na Universidade Sénior de Vila Franca de Xira há cerca de cinco anos e foi junto dos colegas que ganhou novas amizades. Diz-se ocupada com a universidade de segunda a quinta-feira e não há nada que lhe faça melhor. Frequenta as aulas de informática e ainda faz parte das danças e cantares, do grupo de cavaquinhos e do coro da universidade. A recuperar de uma doença, diz que é a melhor forma de passar o tempo e desanuviar. Quando não está na universidade, e porque a música é a sua grande paixão e alegria, ainda faz parte do grupo de cantares tradicionais Folha Verde, em Vialonga, e do Grupo de Cavaquinhos das Bragadas, na freguesia da Póvoa de Santa Iria. Noutros tempos chegou a dançar nas Tricanas de Coimbra, cidade de onde é natural, e tocou bongo nos Baionenses, em Vialonga. “Nunca tive nenhuma formação musical académica, mas não é difícil tocar cavaquinho, nem bongo. Basta ter um pouco de atenção ao que nos ensinam e depois é fácil de engrenar com os instrumentos”, disse sorridente. Sílvia Guimarães
Conviver entre a música e a dança

Mais Notícias

    A carregar...