uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Comendador António Mendes deixa recados aos autarcas no activo no dia da condecoração

Presidente da República condecorou 15 ex-autarcas, entre eles António Mendes. O antigo presidente da Câmara de Constância falou em nome dos homenageados e deixou recados a quem está no activo: é preciso mais cooperação entre municípios e administração central e menos clivagem política e partidária.

Edição de 18.02.2015 | Sociedade
O antigo presidente da Câmara de Constância, António Mendes, foi condecorado na sexta-feira, 13 de Fevereiro, pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, com o grau de Comendador da Ordem do Mérito, e coube-lhe também falar em nome dos 15 ex-autarcas de vários pontos do país que receberam essa distinção. Um discurso onde o agora presidente da Assembleia Municipal de Constância sublinhou as profundas alterações que se verificaram no país desde que foi instituída a democracia e o poder local legitimamente eleito e onde se mostrou avesso a bairrismos bacocos, deixando recados aos autarcas no activo para que não olhem só para o seu umbigo. “Particularmente importante, a meu ver, é a consciência que o presidente da câmara deve ter de que no seu concelho se está construindo uma parcela de Portugal, pequenina que seja como é o caso da minha Constância. E que essa parcela, que lhe parece muito importante por ser a sua, só tem sentido no contexto da região de que faz parte e do conjunto do país. Daí o relevo que assume a relação entre as instituições, aos diversos níveis do poder, que, independentemente das forças políticas que sustentam cada uma delas, deve pautar-se pelo respeito mútuo, pelo espírito de colaboração e pela lealdade”, afirmou.Mendes foi, aliás, um exemplo disso, já que enquanto presidente da Câmara de Constância manteve uma profícua relação institucional com os Governos liderados por Cavaco Silva. E não se inibiu de o sublinhar agora. “Acho, e penso que sempre o pratiquei, que um presidente de câmara pode, e deve, defender os interesses da comunidade que o elegeu mantendo as melhores relações, institucionais e mesmo pessoais, com os membros do Governo da República, igualmente legítimo, seja ele qual for, independentemente dos partidos políticos a que pertençam um e outros”, disse. Recorde-se que os 15 antigos autarcas foram distinguidos pelo Presidente da República “como reconhecimento do papel insubstituível dos autarcas portugueses para o desenvolvimento do nosso país e para o reforço da coesão territorial”.Da lista de agraciados constam os nomes dos seguintes antigos presidentes de câmara municipal: Álvaro Pedro (Alenquer); António Mendes (Constância); Artur Pimentel (Vila Flor); Carlos Pinto (Covilhã); Carlos Encarnação (Coimbra); Eufrázio Filipe (Seixal); Francisco Leal (Olhão); Francisco Coutinho (Batalha); Francisco Araújo (Arcos de Valdevez); João Augusto Barradas (Peniche); João Teixeira Fernandes (Murça); Manuel Frexes (Fundão); Maria Amélia Antunes (Montijo); Narciso Mota (Pombal) e Parcídio Summavielle (Fafe).

Mais Notícias

    A carregar...