uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Jovem futebolista de Almeirim quer brilhar de leão ao peito

Jovem futebolista de Almeirim quer brilhar de leão ao peito

Lucas dos Anjos, 10 anos, transferiu-se recentemente da Académica de Santarém para o Sporting, que ganhou a corrida ao rival Benfica.

Edição de 18.03.2015 | Desporto
Chama-se Lucas dos Anjos, tem apenas 10 anos e vive em Almeirim. Em Dezembro último teve convites para ir jogar para o Benfica e para o Sporting, clubes que o seguem desde os 7 anos, primeiro no União de Almeirim e depois na Académica de Santarém, onde jogou até há pouco tempo. Depois de experiências (treinos de captação e integrados) teve de optar entre dois grandes do futebol português e escolheu ser leão. Uma decisão difícil e muito ponderada pela família. “Quando se tem dois clubes da dimensão de Benfica e Sporting é difícil decidir, tem de se pensar bem. O que fez a diferença talvez tenha sido a abordagem do Sporting, a forma como conversaram. Foram mais incisivos, aproximaram-se mais. Decidimos em conjunto com o Lucas. Ele não disse com todas as letras que preferia o Sporting mas via-se na cara dele”, explica o pai, Paulo dos Anjos, a O MIRANTE.Médio direito e “um bocadinho avançado”, Lucas confessa que também gostou de ir treinar ao Benfica e que o interesse dos dois grandes o deixou surpreendido. “Não me assustei. Fiquei foi um bocadinho admirado. Nunca imaginei que eles estivessem interessados em mim. Pensei que não era real”, admite. Jogador do Sporting desde o dia 24 de Fevereiro, o jovem de Almeirim notou, desde o primeiro dia, uma intensidade nos treinos diferente da que estava habituado. Quanto aos jogos não podia ter desejado melhor estreia: dois golos na vitória por 16-0 dos leões frente ao Catujalense, a contar para o campeonato distrital de Lisboa de sub-11 (benjamins). Aluno de bons e muito bons, Lucas sabe que não pode deixar os estudos para trás, segundo ele para “saber ser gente, para saber respeitar e para, se desistir do futebol, ter uma profissão”. No entanto, à frente dos estudos, há um sonho maior que o move. “Já imaginei jogar nos seniores do Sporting, a vestir a camisola e a pisar o relvado do Estádio de Alvalade. Com trabalho e esforço acho que vou conseguir lá chegar. Mas agora tenho de pensar só no presente”. E o que é o presente de Lucas? Uma constante roda viva. Além da escola e dos testes, treina duas vezes por semana na Académica de Santarém e uma vez em Lisboa. Aos sábados, volta à capital para jogar de leão ao peito e aos domingos descansa, aproveitando para ver televisão, jogar computador ou consola e estar com a família que, em caso de vir a ser estrela, nunca pretende esquecer. É na família que Lucas tem o apoio e os exemplos que precisa. “Estamos felizes com isto mas não estamos deslumbrados. Temos os pés assentes no chão e tentamos que ele também tenha e que não se esqueça da escola, da família e dos amigos. Apoiamos e incentivamos, como sempre fizemos”, diz o pai que tem mais dois jovens futebolistas em casa, os irmãos mais velhos de Lucas, João Henrique e Quinzinho, que jogam no União de Almeirim.Admirador de Nani, Talisca ou Jackson Martínez, de Messi, Neymar ou Kaká, entre muitos outros, o jovem Lucas elege Cristiano Ronaldo como seu jogador preferido e como melhor do mundo. “Gosto mais do Ronaldo porque trabalha, joga bem e porque jogou no Sporting”. Um exemplo que certamente deseja seguir.
Jovem futebolista de Almeirim quer brilhar de leão ao peito

Mais Notícias

    A carregar...