uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Futuro das piscinas da Calhandriz passa pela Euterpe Alhandrense

Equipamento está encerrado há quatro anos e só abre ocasionalmente no Verão
Edição de 18.03.2015 | Sociedade
Depois de ficar com a gestão das piscinas da Cimpor em Alhandra, a Sociedade Euterpe Alhandrense (SEA) prepara-se para ficar com a gestão de outro equipamento de natação no concelho, as piscinas municipais da Calhandriz.Estão em curso negociações entre a Euterpe e o município de Vila Franca de Xira, proprietário das piscinas, visando a constituição de um protocolo que permita à associação gerir e explorar aquele equipamento, que vinha dando prejuízos sucessivos aos cofres da câmara. O presidente do município, Alberto Mesquita (PS), já disse que “é uma boa solução” entregar as piscinas ao movimento associativo e está apenas a aguardar que a Euterpe faça chegar uma proposta à câmara. “Temos de encontrar um entendimento o mais depressa possível para encontrar uma solução para aquele equipamento”, explica o autarca.Encerradas há quatros anos, as piscinas da Calhandriz deram um prejuízo de 86 mil euros à câmara em 2010. No ano seguinte fecharam ao público e só passaram a abrir no Verão com água fria. A inactividade do edifício tem vindo a degradá-lo e a falta de utilização do tanque também representa riscos de manutenção. A recirculação da água da piscina tem sido garantida de forma a evitar deformações estruturais ou outros tipos de problemas no equipamento da piscina, bombas e tubagens.A piscina tem um tanque de natação com dimensões de 16 por 10 metros. Situada no Casal do Ulmeiro, foi um equipamento que, pela sua localização numa zona rural, nunca cativou a população. Só para aquecer a água através de gás não canalizado eram precisos 16 euros por pessoa, um custo elevado que o município não quis suportar por ter poucos utentes.A média semanal de utilizadores, à data do fecho das piscinas, era de pouco mais de 35 utentes de utilização livre e 70 de actividade enquadrada. No primeiro semestre de 2011 foram registadas 4.446 utilizações da piscina. A piscina da Quinta das Drogas (Alverca), com tipologia idêntica, registou, por exemplo, 28.831 utilizações nesse mesmo período. Os utentes que ali estavam foram enviados para as piscinas de Alverca.A Piscina Municipal de Calhandriz foi inaugurada em 2002 e custou cerca de 112 mil contos (560 mil euros), resultantes de contrapartidas devidas ao município pelos impactos causados pelo aterro sanitário da Valorsul, em Mato da Cruz. O município tem ainda piscinas em Alverca, Forte da Casa, Póvoa de Santa Iria, Quinta das Drogas e Vila Franca de Xira.

Mais Notícias

    A carregar...