uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Grupos de teatro de Vila Franca de Xira confirmam ausência de reunião com a câmara

Desmentem teor do direito de resposta solicitado pelo município e que foi publicado na anterior edição de O MIRANTE
Edição de 22.04.2015 | Cultura e Lazer
Alguns grupos de teatro do concelho de Vila Franca de Xira mostraram a O MIRANTE a sua surpresa face ao direito de resposta avançado pelo município e publicado no nosso jornal na última semana, onde a autarquia refere que “sete dos oito grupos de teatro” existentes no concelho participaram numa reunião pedida pela câmara no passado mês de Março.“O município dizer que sete dos oito grupos estiveram presentes nessa reunião mas não é verdade, nós não estivemos e não fomos os únicos. E não estivemos porque achámos que não era uma reunião legítima com todos os grupos”, refere Rui Dionísio, do Cegada, de Alverca. A companhia profissional Inestética, sediada no Palácio do Sobralinho, também esteve ausente da reunião, confirma Alexandre Lyra Leite. “Fomos convidados para a cerimónia mas não estivemos presentes porque não concordámos com a campanha demagógica que estava a ser feita”, explica.De igual forma o grupo de teatro Cais 14, da Euterpe de Alhandra, não participou na reunião. “Não é verdade que tenham lá estado nessa reunião todos os grupos do concelho, o nosso não esteve”, refere Dulce Domingos, uma das coordenadoras do grupo alhandrense. A reunião entre o município e os grupos realizou-se depois da entrega do prémio de teatro Mário Rui Gonçalves. Dulce Domingos recorda Mário Rui Gonçalves como um “homem brilhante” e diz que a decisão de dar o seu nome a um prémio de teatro foi “justíssima”. Outros grupos participaram na reunião mas esperavam outro tipo de discussão. “Pensámos que iam ser debatidos outros temas também”, nota José Telles do Teatro Zero de VFX. Em Março, recorde-se, a câmara atribuiu o prémio de teatro Mário Rui Gonçalves e marcou com os grupos do concelho uma reunião para o mesmo dia da entrega do galardão. Antes da cerimónia realizou-se uma reunião com os grupos e, depois do espectáculo, o júri pediu para voltarem a ficar mais um pouco para uma nova reunião. Na última semana a câmara solicitou um direito de resposta para dizer que a reunião “não foi pedida no momento” mas sim “previamente agendada com os grupos” e disse ser “falso” que os grupos tivessem abandonado a sala. “Todos os grupos presentes na cerimónia, sete dos oito existentes no concelho, participaram na reunião”, frisou.

Mais Notícias

    A carregar...