uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Marco Ramos troca equipa feminina do Ouriense pela masculina

Treinador de futebol diz que mudança não é um passo atrás na carreira mas sim uma experiência enriquecedora
Edição de 09.06.2015 | Desporto
Marco Ramos demitiu-se, em Maio, da equipa sénior feminina do Atlético Ouriense, que na época passada 2013/2014 levou ao título nacional, e no início de Junho assinou pela equipa masculina de futebol do mesmo clube. Uma troca que implica a mudança da 1ª divisão nacional feminina para os distritais masculinos, mas o treinador rejeita ser um passo atrás na carreira. “Apenas procuro criar as melhores condições para mim, de forma a ter um futuro mais risonho. Por isso, penso que será mais uma experiência muito enriquecedora para o meu currículo desportivo”, refere, quando questionado por O MIRANTE.O técnico explica as razões que o levaram a demitir-se da equipa feminina, depois de se ter sagrado campeão nacional na época 2013/2014 (esta época levou a equipa ao terceiro lugar). “Demiti-me por sentir que o Ouriense não pode passar uma época em branco no futebol feminino. Já me tinha demitido no inicio da época, por achar que o planeamento não foi elaborado de forma a ser suficiente para as exigências das competições em que íamos estar inseridos. Senti que ao longo da época não estávamos de todo preparados para as exigências de algumas competições”, explica.Marcos Ramos diz que para algumas jogadoras o futebol não é a prioridade, algo que diz compreender pelo facto de não serem profissionais. O treinador garante que nada tem a apontar em relação à entrega das atletas. “A maioria das jogadoras são amadoras, logo as suas prioridades passam pela sua formação e profissão. As minhas jogadoras foram sempre as mais empenhadas em todos os momentos enquanto representei aquela equipa”, garante.O treinador deixa a entender que a prioridade do clube não é a equipa masculina e por isso fala em “algumas dificuldades” que terá de ultrapassar. Uma das prioridades será dar estabilidade à equipa, que na época 2014/2015 teve três treinadores. O Ouriense está de regresso aos distritais da Associação de Futebol de Santarém, depois de apenas uma época no Campeonato Nacional de Seniores. Participou na série F, na qual ficou em último lugar, tanto na fase regular, como na fase de manutenção.

Mais Notícias

    A carregar...