uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Quem quer ganhar mais procura quem lhe pague mais

Edição de 24.06.2015 | O Mirante dos Leitores
Quando os cidadãos querem mais e mais direitos, será que estão disponíveis para ter mais deveres? O Estado vive, essencialmente, do dinheiro dos impostos. Se tem mais despesas tem que ter mais receitas, ou seja, tem que aumentar impostos. Portugal não é um país rico. Não tem recursos naturais valiosos em grande quantidade e só recentemente é que as empresas começaram a virar-se para a exportação, gerando receitas que entram no país. Querermos ter o mesmo que têm alguns países com um Produto Interno Bruto muito superior ao nosso é irrealismo. Quanto a mim, temos que ser mais racionais nas nossas reivindicações e ser mais críticos e criteriosos na escolha daqueles que escolhemos para administrar o país. Um profissional português pode ser tão bom ou melhor que um seu colega a trabalhar na Noruega ou Suécia ou França, Alemanha, Estados Unidos mas Portugal não tem dinheiro para lhe pagar o que recebe esse seu colega. Ou estamos dispostos a fazer mais descontos para lhe pagar, ou ele percebe que não trabalha num país rico ou então faz o que sempre se faz em qualquer parte do mundo...emigra para onde lhe conseguem pagar mais. Também é assim dentro do país. As pessoas andam sempre à procura de quem lhes pague mais. A capacidade de um país como os Estados Unidos conseguir contratar os melhores técnicos e cientistas em todo o Mundo, seja em países ricos ou pobres, dá-lhe supremacia a vários níveis. Os especialistas das empresas de tecnologia de ponta, por exemplo, estão cheios de estrangeiros e muitos deles são oriundos de países ricos. Francisca Romana de Freitas

Mais Notícias

    A carregar...