uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Plano de reparação de estradas em Azambuja deixa duas freguesias de fora

Plano de reparação de estradas em Azambuja deixa duas freguesias de fora

Presidente da Junta de Aveiras de Baixo acusa maioria socialista na câmara municipal de excluir a sua freguesia por razões políticas
Edição de 24.06.2015 | Sociedade
A Câmara Municipal de Azambuja vai investir, até final do mandato, cerca de 1,8 milhões de euros na recuperação de estradas de todo o concelho. A notícia foi confirmada pelo presidente da autarquia, Luís de Sousa (PS), de acordo com o levantamento feito pelos serviços.A lista, com várias prioridades, contempla 23 intervenções em cinco freguesias do concelho. De fora das intervenções ficaram Aveiras de Baixo e Vila Nova da Rainha, algo que não agradou ao presidente da Junta de Aveiras de Baixo, Carlos Valada.“Não quero pensar que tenhamos ficado de fora por razões políticas, mas é a única justificação que encontro, sobretudo quando o presidente da câmara disse, em declarações a O MIRANTE, após o chumbo das contas do executivo, que poderíamos ser prejudicados. Se calhar é por isso mesmo, porque quando há freguesias em que 800 metros de estrada são arranjados e nós temos algumas inteiras muito mal, só pode ser por isso”, atirou Carlos Valada, eleito pela coligação “Pelo Futuro da Nossa Terra”.O autarca identificou algumas das vias que necessitam de intervenção urgente na freguesia e que não foram contempladas. “Temos estradas que precisam e muito. Nas Virtudes, junto à escola primária, a estrada já abateu várias vezes; outra junto às vivendas está totalmente esburacada. Não preciso que alcatroem tudo, até porque sei que não há dinheiro, mas há soluções que se podem colmatar com alcatrão de qualidade e não com o que têm feito que, passado algum tempo, volta ao mesmo”, frisou. As prioridades nas intervenções foram definidas em função do estado das vias e, assim, os serviços camarários identificaram seis troços que carecem de intervenção urgente. Em Azambuja, são quatro as situações, com a Rua do Vale dos Apóstolos e a Estrada da Texuga a serem as mais onerosas, com 85 mil euros cada de reparações.A Rua dos Pinheiros e a Rua das Rosas, igualmente em Azambuja, merecerão igualmente intervenções de monta. Já na União das Freguesias, a Rua João Marcelino Noronha Azevedo, entre Arrifana e Amouquelas está também identificada como prioridade, dadas as muitas queixas existentes.Na freguesia de Aveiras de Cima, a Rua dos Combatentes será igualmente alvo de reparação urgente, dado o elevado tráfego pesado que circula na região. Aliás, Aveiras de Cima, com seis intervenções previstas, a par de Azambuja, onde foram identificadas nove situações que necessitam de ser reparadas, são as duas freguesias que mais pontos têm para ser intervencionados por este pacote de melhorias que a edilidade vai levar a cabo. Segue-se a União das Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de São Pedro e Maçussa, com cinco situações identificadas, Vale Paraíso com apenas duas intervenções previstas, nenhuma delas com carácter de urgência e, por fim, Alcoentre, onde apenas uma via, a Rua Principal e Rua Alta da Calçada, foi considerada como prioridade dois numa escala que tem cinco níveis.
Plano de reparação de estradas em Azambuja deixa duas freguesias de fora

Mais Notícias

    A carregar...