uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Sensibilização ambiental e despoluição do Paul do Boquilobo 

Edição de 15.07.2015 | O Mirante dos Leitores
Essa tese de considerar a sensibilização como essencial, defendida pelo professor Luís Mota Figueira, do Instituto Politécnico de Tomar (IPT), está ultrapassada pelos factos. Depois de vinte anos de sensibilização é altura de passar à acção. Infelizmente enquanto houve dinheiro para ter vigilância e aplicar multas a sério, pouco ou nada se fez. Agora não há dinheiro...nem para sensibilização. Eu percebo que sendo o senhor um teórico acredite em teorias. Mas fazer com que um alarve não destrua o ambiente através da sensibilização é a mesma coisa que convencer um terrorista do chamado estado islâmico, que de islâmico não tem nada, a não degolar inocentes através de um diálogo construtivo. Os meus pais, que estejam em paz, aliavam a conversa com a chapada e deu resultado, tanto em mim como nos meus irmãos. Nenhum de nós se foi juntar a grupos terroristas, nenhum de nós comete crimes ambientais (nem sequer através da não separação de resíduos) e todos somos bem educados...pelo menos quando os outros são bem educados. Quando nos agridem não sensibilizamos...actuamos de acordo com as nossas possibilidades. Sensibilizar crianças nas escolas está bem. Tentar sensibilizar adultos grunhos é perda de tempo. Amílcar Dâmaso

Mais Notícias

    A carregar...