uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Enorme buraco no centro de Vila Chã de Ourique causa preocupação

Enorme buraco no centro de Vila Chã de Ourique causa preocupação

Construção de hotel não passou dos alicerces e no seu lugar ficou uma cratera do tamanho de um campo de futebol
Edição de 29.07.2015 | Sociedade
Os vereadores do PSD, Vasco Cunha e Paulo Neves, estão preocupados com o que consideram ser “problemas de segurança” no local que era para ser um hotel em Vila Chã de Ourique, concelho do Cartaxo, mas que se transformou num enorme buraco aberto no centro da localidade por falta de condições financeiras da empresa promotora do investimento para concluir a obra. A situação já se arrasta desde 2013, altura em que a empresa Quatro Âncoras abriu insolvência, depois de ter passado por um Processo Especial de Revitalização, e abandonou a obra. “Tenho quase a certeza absoluta que todos os prazos para a sustentação daquele escoramento já estão ultrapassados. Deve-se fazer uma vistoria àquela infra-estrutura e ver as condições em que se encontra aquele escoramento. Toda aquela estrutura tem que ser supervisionada”, alerta Vasco Cunha.A vereadora Sónia Serra (PS) esclareceu que em Dezembro do ano passado receberam o relatório da massa insolvente da empresa que concluiu que “não é necessária” mais nenhuma ancoragem no local porque a curto/médio prazo está garantida a segurança da sustentação daquele estaleiro”, explicou. Sónia Serra disse também que o mesmo relatório referia que “devia fazer-se monitorização do local” mas não falava na frequência dessa monotorização.“Em Janeiro pedimos esclarecimentos à massa insolvente da empresa sobre este assunto. Em Maio voltamos a insistir mas até agora ainda não obtivemos resposta”, sublinhou. Paulo Neves (PSD) alertou para a necessidade de monitorizar os tapumes que vedam os buracos da infra-estrutura. “O problema é a protecção desses buracos. Essa infra-estrutura é que deve ser cuidada”, sublinhou.Em 2011 a empresa de investimentos imobiliários, turísticos e agrícolas entregou um processo de licenciamento na Câmara do Cartaxo. O projecto de arquitectura foi aprovado em 2012. Entretanto começaram as escavações no local mas a Quatro Âncoras nunca apresentou os projectos de especialidade. O que levou o município a aprovar a caducidade do projecto de arquitectura, por já se terem esgotado os prazos legais.A Divisão de Urbanismo do município notificou a empresa para exercer o seu direito de audiência prévia em Agosto de 2013 mas não recebeu resposta. Dois meses depois foi requerida a insolvência no Tribunal do Cartaxo. Entre os credores estão bancos, Finanças, Segurança Social, uma empresa de engenharia e consultoria, entre outras. A situação faz prever que o buraco do tamanho de um campo de futebol e com uma profundidade equivalente a três andares vá permanecer por muito tempo.
Enorme buraco no centro de Vila Chã de Ourique causa preocupação

Mais Notícias

    A carregar...