uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Urbanização em Arcena continua à espera de arranjos exteriores

Edição de 23.09.2015 | Sociedade
Vários moradores da Urbanização das Faias em Arcena, Alverca, continuam a reclamar pela falta de arranjos exteriores, limpeza das zonas verdes e desmatação do bairro. Nalguns locais o mato selvagem faz lembrar uma selva, lamenta quem ali vive. As ervas nos passeios não têm sido cortadas e até um ecoponto azul que ali existia e se partiu foi retirado e nunca mais foi substituído, já lá vai mais de um ano, impedindo os moradores de fazer a separação dos lixos.Há mais de sete anos que quem ali vive se queixa dos mesmos problemas e não tem tido solução à vista. Tudo porque a urbanização ainda não foi recepcionada pelo município. O promotor não terminou os trabalhos que deveria ter executado e a câmara recusou receber a urbanização. Entretanto as garantias bancárias são inexistentes ou insuficientes para cobrir as intervenções que são necessárias, levando a que os problemas persistam. Uma situação semelhante a outras existentes no concelho.Em Março do ano passado uma derrocada junto à entrada principal da urbanização deixou alguns moradores apreensivos, como José Seromenho, que disse temer pela sua segurança. Tudo porque as terras ocuparam o passeio e estavam a fazer pressão sobre um candeeiro de iluminação, que ameaçava cair sobre os automóveis e as habitações. As terras foram removidas quase cinco meses depois e foram colocados blocos de cimento a ocupar o passeio, mas a solução não convence os moradores. As terras continuam a fazer pressão sobre um muro que vai sofrer uma derrocada se não for escorado.Contactado por O MIRANTE Alberto Mesquita, presidente do município, explica que já foram realizadas algumas intervenções e que a câmara irá fazer as infraestruturas que faltam. “Mas não conseguimos fazer tudo de uma vez. São questões de muitos e muitos anos. Numa ou noutra ocasião as garantias bancárias são inexistentes ou insuficientes, foram matérias que não se cuidaram há 20 anos ou mais e que agora terá de ser a câmara a resolver e ir assumindo a concretização dessas urbanizações”, explica.A Urbanização das Faias é composta por 56 apartamentos com garagem, construídos há cerca de uma década na zona alta de Arcena.

Mais Notícias

    A carregar...