uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Bruno Miguel Barreto Panda

Gerente da Detroit Auto Peças, 40 anos, Alverca

“É muito raro colocar o telemóvel em cima da mesa. Em casa considero mesmo que ter o telemóvel em cima da mesa é uma falta de respeito. É horrível, para mim. É a mesma coisa que ter uma nota em cima da mesa onde se vai comer”

Edição de 20.01.2016 | Agora falo eu
Alguma vez deu sangue?Nunca dei sangue, apesar de ter consciência que é uma acção que pode ajudar muitas pessoas, porque, confesso, tenho medo de agulhas. Desde pequeno que tenho medo. Tenho exames médicos para ir fazer há mais de um ano e ainda não arranjei coragem.Dizem que há cem maneiras diferentes de cozinhar bacalhau. Como gosta dele? Adoro bacalhau assado com batata a murro e, claro, o tradicional bacalhau cozido com grão e regado com bastante azeite.O Facebook e as outras redes sociais melhoram a sua vida?Melhoram muito a minha vida em termos profissionais. Através do Facebook divulgo a minha empresa o que se torna uma mais valia. É importante hoje em dia estar presente nas redes sociais.Sente que seria capaz de ser um bom primeiro-ministro?Não. Acho que não seria um bom primeiro-ministro a começar pelo facto de não estar ligado à política. Cumpro os meus deveres enquanto cidadão e deixo a política para quem gosta e para quem percebe. O que seria uma tragédia para si?Uma verdadeira tragédia seria um terramoto igual ou pior do que o de 1755. Dizem que isso vai acontecer, embora não se saiba quando, e eu preocupo-me de cada vez que calha pensar nisso. Há alguma coisa pela qual ainda valha a pena lutar até à morte se for necessário?Acho que vale a pena lutar diariamente por uma vida digna. A vida é uma constante luta. Devemos lutar diariamente por tudo, desde a felicidade passando pela saúde e pelo dinheiro... também é importante. E vale a pena lutar pelas mulheres (risos).Fecha a água enquanto escova os dentes ou enquanto se ensaboa no banho?A maioria das vezes sim mas confesso que fecho mais vezes a água no Verão do que no Inverno. Sei que é importante poupar água, porque é um bem escasso. Sou um cidadão preocupado com os problemas do planeta.Era capaz de dar trezentos euros por uns sapatos?Não. Com 40 ou 50 euros já consigo comprar uns sapatos que me dão para andar bem calçado. Tenho outras prioridades na minha vida.A beleza é fundamental?A beleza para mim é apenas um complemento. Há coisas mais importantes. Por exemplo, um automóvel pode ter um excelente design mas a beleza do design não é tudo. O motor é importante.O ensino de fandango deveria ser obrigatório mas escolas ribatejanas?Acho que não deveria ser obrigatório mas que deveria ser uma opção livre para quem gostar de dançar escolher. É importante manter as tradições mas sem obrigação para ninguém. Quem gostaria de ser se não fosse quem é?Se não fosse eu, gostava de ser uma mulher. Considero que uma mulher inteligente vinga na vida, quer a nível profissional quer a nível pessoal. Alguma vez escreveu um poema?Não me recordo muito bem mas acho que não. Se escrevi foi na escola já há alguns anos e devo ter sido obrigado a fazê-lo.Lembra-se da última vez que usou a bicicleta como meio de transporte?Lembro-me, foi há dois anos. Ia de Alverca para o Forte da Casa todos os dias para trabalhar. Não são muitos quilómetros e como não tinha carro usava a bicicleta.Tem alguma tatuagem ou já pensou fazer uma?Tenho uma tatuagem. Foi uma prenda de anos. Tatuei o nome da minha esposa. Fiz a tatuagem com sentimento e sei que ela gostou bastante.À mesa de que lado do prato é que deve ser colocado o telemóvel ou smartphone?É muito raro colocar o telemóvel em cima da mesa. Em casa considero mesmo que ter o telemóvel em cima da mesa é uma falta de respeito. É horrível, para mim. É a mesma coisa que ter uma nota em cima da mesa onde se vai comer. Qual a promessa que fez a si próprio mais vezes no início de cada ano e que vai continuar a fazer porque ainda não conseguiu cumpri-la?Ir para o ginásio. Todos os anos prometo a mim mesmo que vou e nunca me inscrevo. Preciso de emagrecer, mas é mais fácil trabalhar para ganhar dinheiro para as despesas do que emagrecer. Subscrevia uma proposta para termos outro hino nacional?Não. Há coisas mais importantes para resolver, a começar, por exemplo, pela parte económico-financeira do nosso país. De quantas horas de sono precisa para acordar bem disposto?Preciso de dormir no mínimo sete horas. para conseguir ser eu próprio.

Mais Notícias

    A carregar...