uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Marcelo Morgado

Presidente da Junta de Freguesia de Moçarria, 28 anos, Moçarria (Santarém)

“As redes sociais passaram a fazer parte do nosso dia a dia. Já as considero como uma ferramenta de trabalho. Conseguem-se através das redes sociais alguns contactos que anteriormente eram quase impossíveis”* * * “O Carnaval é uma época do ano de que nunca gostei muito. Não gosto de me mascarar. Mas gosto muito de ver as crianças mascaradas e de ver os desfiles das escolinhas. É uma alegria ver a criançada mascarada”

Edição de 27.01.2016 | Agora falo eu
Alguma vez participou numa prova de atletismo nocturna?Sim, costumo participar na corrida nocturna Scalabis Night Race, em Santarém. Acho uma boa iniciativa. É bom poder correr nas ruas da nossa cidade.É adepto das redes sociais?As redes sociais passaram a fazer parte do nosso dia-a-dia. Já as considero como uma ferramenta de trabalho. Conseguem-se, através das redes sociais, alguns contactos que anteriormente eram quase impossíveis.Costuma contribuir para o Banco Alimentar Contra a Fome?Contribuo sempre. Além de contribuir com bens alimentares também contribuo com o meu trabalho. Sou voluntário no armazém do Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém.Se pudesse escolher ser uma personalidade qual seria e porquê?Escolheria ser o Marcelo Rebelo de Sousa. Acompanho o seu trabalho há alguns anos e tenho orgulho no que ele faz. Também pela sua inteligência e pela cultura geral.Ferve em pouca água?Nem sempre, depende muito do assunto. Mas a mentira é uma das coisas que me faz ferver em pouca água.Seria capaz de pegar um toiro?Não, não me sinto capaz de pegar um toiro verdadeiro. O único que conseguiria pegar seria de porcelana.Prefere um dia frio e seco ou um dia de chuva? Prefiro o frio, principalmente se puder estar no aconchego da lareira.Gosta do Carnaval?O Carnaval é uma época do ano de que nunca gostei muito. Não gosto de me mascarar. Mas gosto muito de ver as crianças mascaradas e de ver os desfiles das escolinhas. É uma alegria ver a criançada mascarada.Qual é o seu prato preferido?Tenho alguns de que gosto mais e outros de que gosto menos mas o meu preferido é o Bacalhau à Brás.Já fez a sua viagem de sonho?Ainda não tive oportunidade para concretizar a minha viagem de sonho. O Brasil será o meu destino por ser um país tropical. O calor, o sol, a praia e toda aquela vida é uma das coisas que me faz querer ir lá.O que faria se ganhasse o euromilhões?Se ganhasse o euromilhões em primeiro lugar ajudaria a minha família e, posteriormente, construía a minha casa.Monarquia ou República?Monarquia nunca! Eu acredito no sistema republicano, composto por facções partidárias que são capazes de realizar qualquer compromisso nacional e de convergir em nome do supremo interesse nacional.Gosta mais de livros ou de ver televisão?Prefiro a televisão mas sempre que me oferecem um livro, ou se calha comprar algum, leio com prazer. Quem convidaria para jantar em sua casa?Convidaria a Manuela Moura Guedes, pois é uma pessoa com uma personalidade bastante vincada, com garra e sem medos. Para jantar oferecia-lhe arroz de cabidela.Se pudesse esfregar uma lâmpada para desejar voltar a ser criança cumpria esse desejo?Sim, cumpria. Fui uma criança muito feliz, tive uma infância calma. E é claro que se pudesse voltaria a ser criança.Lembra-se da última vez que usou a bicicleta como meio de transporte?Claro que me lembro, ainda hoje utilizo a bicicleta como meio de transporte.Quantos guarda-chuvas costuma perder num Inverno bastante chuvoso?Não costumo perder nenhum porque não utilizo guarda-chuva.De quantas horas de sono precisa para acordar bem disposto?Preciso de dormir pelo menos 8 horas para conseguir acordar bem disposto e com energia para o dia de trabalho.Alguma vez deu sangue?Sim, sou dador de sangue. Não há nenhum produto que substitua o sangue humano e só com as doações se podem salvar vidas.O que mais o aflige na sociedade dos nossos dias? Porquê?O desemprego que está afectar o concelho de Santarém, o efeito da crise económica nas famílias, a indiferença perante os mais idosos e as crianças. Como dirigente de uma IPSS cada vez recebo mais pedidos de cantinas sociais. Na nossa freguesia é notória a necessidade de uma estrutura residencial para idosos.

Mais Notícias

    A carregar...