uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
PS de Benavente diz que o executivo CDU não governa

PS de Benavente diz que o executivo CDU não governa

Conferência de imprensa fez balanço de dois anos de mandato autárquico

Concelhia socialista acusa autarquia de não ter projectos para a reabilitação urbana e para a mobilidade sustentável. Lança também críticas à máquina partidária do PS, a quem pede mais apoio.

Edição de 10.02.2016 | Sociedade
A concelhia de Benavente do Partido Socialista acusa o executivo da câmara municipal, de maioria CDU, de não governar e não dar a conhecer os projectos que tem para a reabilitação urbana e para a mobilidade sustentável no concelho. As acusações foram feitas por Pedro Pereira, líder do PS local, em conferência de imprensa convocada para fazer um balanço do segundo ano de mandato. “Onde está o projecto de reabilitação urbana e o da mobilidade sustentável? Em relação ao primeiro, o que temos são ideias vagas, porque o projecto não existe ou está escondido na gaveta. O mesmo se passa quanto ao segundo. Não podemos apresentar alternativas ao que não existe. A CDU só tem intenções, não tem projectos e, que saibamos, nem no papel estão”, atacou.O responsável, que não poupa nas críticas ao executivo liderado por Carlos Coutinho, considera que o desempenho da autarquia tem sido medíocre face aos meios de que dispõe. “O executivo da CDU, tendo o que tem, não está a governar. Pelo menos não o faz da melhor forma. Tendo um orçamento de 17 milhões de euros, não se vê nenhuma obra estruturante começada que possamos dizer que está no bom caminho. O que a CDU faz é fazer oposição à oposição e esfolar os bolsos aos munícipes para ter os cofres cheios”, afirmou.Pedro Pereira afirma que o PS “está a crescer” no concelho e aponta para a conquista da Câmara de Benavente e da Junta de Freguesia de Samora Correia a médio prazo, defendendo que “há um crescimento do número de militantes”, mas critica a estrutura do partido por não prestar o apoio que considera necessário. “Estamos a apelar ao governo socialista para nos ajudar a resolver os problemas do concelho ao nível da saúde, também no que diz respeito às dificuldades porque passa a empresa PMH, que corre o risco de fazer despedimentos, e para ver o que se consegue fazer quanto ao PDM, que continua a aguardar uma decisão. No entanto, lamento que o partido não esteja organizado para que haja meios financeiros que nos permitam fazer o que ambicionamos e temos vontade de fazer. Precisamos do apoio do PS nacional, porque o que temos feito é graças ao esforço pessoal e financeiro de cada um de nós”, realçou.O responsável concordou depois que tem havido pouca garra dos vereadores do PS na autarquia, mas afirma “que estão a fazer o seu caminho”, ao mesmo tempo que garante que “ainda não há candidato para as autárquicas de 2017”. Mas não nega que possa candidatar-se: “Pedi condições para ser candidato na concelhia e para ser responsável pelo projecto, mas ainda tenho de fazer um balanço e avaliar as coisas. O que temos de ter é uma equipa estável”.
PS de Benavente diz que o executivo CDU não governa

Mais Notícias

    A carregar...