uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Corrida a dois para a presidência do Politécnico de Santarém
Abel Santos e João Moutão

Corrida a dois para a presidência do Politécnico de Santarém

Abel Santos e João Moutão são os candidatos que vão disputar as eleições antecipadas, que se realizam a 28 de Setembro. Os 21 elementos do Conselho Geral vão decidir quem sucede a José Mira Potes, que se demitiu em Fevereiro.

Edição de 05.08.2020 | Sociedade

A presidência do Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém) vai ser disputada por dois candidatos, Abel Santos e João Moutão. Curiosamente, já foram ambos directores da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, a cujo quadro docente pertencem. João Moutão é actualmente presidente interino do Politécnico, na sequência da demissão do anterior presidente José Mira Potes.
Abel Santos, 55 anos, já tinha anunciado a intenção de se candidatar antes da declaração do estado de emergência motivada pela pandemia, em meados de Março, mês em que o processo eleitoral foi suspenso. João Moutão, 42 anos, não se perfilou inicialmente como candidato – como ficou subjacente em entrevista dada a O MIRANTE em Junho - e diz agora ter avançado pela necessidade de não haver um candidato único e para estimular o debate no seio da instituição. Como mais ninguém se chegou à frente decidiu entrar na corrida.
A decisão vai caber ao colégio eleitoral de 21 elementos que compõem o Conselho Geral, órgão que integra membros da comunidade académica e também personalidades exteriores ao instituto, algumas delas ligadas à política e ao meio empresarial. As eleições estão marcadas para 28 de Setembro.
Para já João Moutão não avança com nomes de apoiantes e reconhece que o seu adversário leva algum avanço por já estar a trabalhar no terreno há mais de três meses.
Já Abel Santos anunciou a sua candidatura em comunicado e apresentou as professoras Margarida Oliveira (sub-directora da Escola Superior Agrária) e Carla Vivas (docente da Escola Superior de Gestão), como candidatas a vice-presidentes. A directora da Escola Superior de Educação de Santarém, Susana Colaço, é a sua mandatária.
As eleições antecipadas resultam da demissão do anterior presidente, José Mira Potes, que se viu confrontado com uma forte contestação interna por parte dos dirigentes das escolas superiores que integram o IPSantarém. Sujeito a uma proposta de destituição, que parecia ter aprovação garantida em reunião do Conselho Geral realizada a 27 de Fevereiro, José Potes optou por sair pelo seu pé, antecipando-se a essa decisão. A presidência do instituto tem vindo a ser assumida, de forma interina, por João Moutão que era vice-presidente de Potes.

Corrida a dois para a presidência do Politécnico de Santarém

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido