uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Acidente na A1 deixa GNR de Santarém de luto
foto DR Acidente perto da área de serviço de Santarém vitimou um militar da GNR

Acidente na A1 deixa GNR de Santarém de luto

Carlos Pereira, um jovem militar de 28 anos, morreu a poucos meses de ser pai. A cabo Vânia Martins, de 30 anos, estava em estado crítico à hora do fecho desta edição. Viatura da GNR foi atingida por um veículo em excesso de velocidade quando se encontrava em serviço de sinalização de trabalhos na via perto da área de serviço de Santarém.

Edição de 05.08.2020 | Sociedade

Carlos Pereira, 28 anos, militar do destacamento de trânsito de Santarém da GNR, morreu na sequência de um grave acidente na terça-feira, 7 de Julho, na A1, perto da área de serviço de Santarém. A outra ocupante do carro-patrulha, Vânia Martins, de 30 anos, ficou em estado crítico depois da viatura da GNR ter sido atingida por trás por um carro de marca BMW que seguia em excesso de velocidade.
O acidente ocorreu pelas 11h36 ao quilómetro 85, perto da área de serviço de Santarém, na zona de Pernes, no sentido norte/sul da A1. Segundo o que O MIRANTE conseguiu apurar, o BMW colidiu contra o carro-patrulha da GNR que se encontrava a sinalizar trabalhos de limpeza e pintura do traço contínuo, na via esquerda da auto-estrada. O BMW, cujos três ocupantes sofreram ferimentos ligeiros, já tinha feito disparar um radar alguns quilómetros antes por circular a uma velocidade superior a 150 km/hora.
Fonte da GNR confirma que a viatura tinha os pirilampos ligados e estavam duas carrinhas alguns quilómetros atrás a sinalizar a supressão da via esquerda e redução da velocidade. A cabo Vânia Martins e o guarda Carlos Pereira ficaram encarcerados e inconscientes após o embate. Foram transportados para o Hospital de Santarém com prognóstico reservado. Carlos Pereira foi colocado em coma induzido e Vânia Martins foi transferida para o Hospital de São José, em Lisboa, com lesões graves na cervical.
O condutor do BMW é um polícia aposentado que seguia com mais duas pessoas. Os três acabaram por sofrer ferimentos ligeiros.
Os militares estavam a fazer um serviço gratificado fora do horário normal de trabalho. Nas redes sociais multiplicaram-se manifestações de pesar de militares da guarda, sindicatos de polícia e civis. Vânia Sofia Martins é natural de Proença-a-Nova. Carlos Pereira era natural de Póvoa da Atalaia, concelho de Castelo Branco, e estava prestes a ser pai, com a companheira grávida de sete meses.

Acidente na A1 deixa GNR de Santarém de luto

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido