uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Obras na escola de Vila Nova da Rainha e aulas em contentores
Demora na montagem dos contentores foi um dos motivos para o atraso das obras

Obras na escola de Vila Nova da Rainha e aulas em contentores

Estabelecimento de ensino vai ser totalmente requalificado ao longo de um ano. Até ficar pronta a obra os 65 alunos vão continuar a ter aulas em contentores.

Edição de 05.08.2020 | Sociedade


As obras de requalificação da Escola Básica e Jardim-de-infância de Vila Nova da Rainha devem ficar prontas até Julho de 2021, caso seja cumprido o prazo de execução de 365 dias previsto no contrato. Esta é a expectativa do presidente do município, Luís de Sousa, que assinou o auto de consignação da empreitada com a empresa que a vai executar, no dia 10 de Julho.
O projecto prevê a reabilitação parcial da escola e a construção de um novo edifício, com volumetria semelhante à do edifício original. No total, as crianças do pré-escolar e 1º ciclo ficam com quatro salas de aula, vestiários, sanitários, biblioteca e mediateca, um pavilhão polivalente com refeitório e duas áreas de recreio, uma delas coberta com telheiro. O custo global da empreitada é de 855 mil euros, suportado em cerca de 300 mil euros pelo município e o restante por fundos comunitários.
Foi o elevado estado de degradação em que se encontram as instalações que levou a Câmara de Azambuja a avançar com um projecto de requalificação que tem andado num pára-arranca desde 2018. Uma das razões para o impasse foi o atraso na montagem dos contentores, onde os 40 alunos do primeiro ciclo e 25 do pré-escolar vão continuar a ter aulas até à nova escola estar concluída. De acordo com Luís de Sousa, o aluguer e instalação dos contentores, com três salas, casa-de-banho e refeitório custou ao município mais 65 mil euros.
A directora do Agrupamento de Escolas de Azambuja, Madalena Tavares, que também marcou presença na cerimónia, congratulou o município por continuar a investir na requalificação do parque escolar. Também Mário Parruca, presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova da Rainha, deixou uma mensagem de agradecimento ao município.
Na mesma cerimónia, Luís de Sousa aproveitou para informar que a Escola Básica de Azambuja também vai para obras. Quanto à Escola Secundária de Azambuja, o autarca adiantou que o projecto, a ser elaborado e pago pelo município (90 mil euros), “está praticamente concluído”. No entanto, a obra, orçada em 2,5 milhões de euros vai ser feita por fases.

Obras na escola de Vila Nova da Rainha e aulas em contentores

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido