uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Obras no Largo da Alcáçova atiram casa mortuária de Santarém para a Igreja da Piedade
Igreja da Piedade recebeu a missa de corpo presente do historiador Veríssimo Serrão, em Julho passado

Obras no Largo da Alcáçova atiram casa mortuária de Santarém para a Igreja da Piedade

Empreitada, com custo superior a um milhão de euros, vai obrigar à deslocalização dos velórios, actualmente num espaço junto ao Jardim das Portas do Sol. Trata-se de mais uma solução provisória.

Edição de 02.11.2020 | Sociedade

A empreitada de requalificação do Largo da Alcáçova e Avenida 5 de Outubro, em Santarém, vai obrigar à deslocalização da casa mortuária da cidade do espaço junto ao Jardim das Portas do Sol para a Igreja da Piedade. Esta é mais uma solução de recurso encontrada pelo município enquanto não surge uma solução definitiva para a localização dessa valência, que já conheceu várias hipóteses ao longo dos anos.
As obras do Largo da Alcáçova e Avenida 5 de Outubro foram adjudicadas à empresa Desarfate – Desaterros de Fátima Lda. pelo valor de 1.139.500 euros, já com IVA incluído. Foram aceites propostas de quatro empresas, tendo a Câmara de Santarém optado pela de valor mais baixo. A decisão foi tomada em reunião do executivo. A empreitada, que ainda necessita de visto do Tribunal de Contas, deve começar no início do próximo ano.
Recorde-se que a Câmara de Santarém previa a transferência da casa mortuária para o sítio onde esteve implantada a já demolida capela de São Pedro, na entrada norte da cidade, junto à Estrada Nacional 3. Uma solução articulada entre o município, a paróquia e a Diocese de Santarém. Até à data só há ruínas no local, mas a intenção continua de pé, como disse a O MIRANTE o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves.
O autarca disse ainda que numa segunda fase pretendem criar uma outra casa mortuária junto ao cemitério e ao crematório, tendo já sido adquirido um terreno para esse efeito e também para reforçar o estacionamento na zona.
Pelo caminho ficou a hipótese de construção da casa mortuária na zona onde existiu o antigo Bairro 16 de Março, entretanto demolido. Uma alternativa que foi muito contestada pela oposição e por cidadãos.

Obras no Largo da Alcáçova atiram casa mortuária de Santarém para a Igreja da Piedade

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido