uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Oposição considera desastrosa a obra da ciclovia de Samora Correia
PS de Benavente votou contra adenda ao contrato para suportar erros cometidos

Oposição considera desastrosa a obra da ciclovia de Samora Correia

Maioria CDU na Câmara de Benavente é acusada pelos vereadores socialistas de ter cometido erros graves no planeamento da obra, ainda em curso. Faltam lancis, há abatimentos e águas pluviais a entrar em habitações.

Edição de 02.12.2020 | Sociedade

A oposição socialista na Câmara de Benavente criticou, na última reunião pública do executivo, a obra da ciclovia de Samora Correia, considerando que foram cometidos “erros crassos” e acusando a maioria CDU de mau planeamento da mesma. Em causa, segundo disse a vereadora Florbela Parrachoa o MIRANTE está, por exemplo, o facto de em algumas zonas do troço “as pessoas abrirem o portão de casa e porem os pés na ciclovia, pode ser perigoso”.
A vereadora observou ainda que em partes do troço, sempre que chove, a água está a “entrar para dentro de casa das pessoas”, devido à falta de sumidouros. Também notou que não estão projectados lancis, que há abatimentos no piso e que o betuminoso já teve de ser substituído em partes do troço.
Por estes motivos, explicou, os dois vereadores do PS votaram contra a proposta de adenda ao contrato para suportar custos a mais (1.200 euros) pelos erros e omissões na obra, ainda em curso. A proposta foi aprovada com os votos favoráveis da maioria CDU.
Em resposta, o presidente da autarquia, Carlos Coutinho (CDU), referiu que numa obra com essa dimensão o diferencial entre os trabalhos a mais (1.200 euros) e os trabalhos a menos (1.108 euros) não chega sequer a um por cento. “Seria excelente se todas as obras públicas do país tivessem esta diferença. Era algo que tínhamos de aplaudir porque são valores insignificantes”, sublinhou.
O presidente adiantou ainda que a não colocação de lancis foi “uma opção da câmara municipal” para reduzir os custos da empreitada. Perante esta resposta, Florbela Parracho considerou que só com o passar dos anos se vai poder avaliar se realmente a autarquia poupou.
A ciclovia de Samora Correia vai ligar a rotunda da Torre no Porto Alto, à rotunda do Belo Jardim, num total de três quilómetros, e a sua construção foi adjudicada por cerca de 330 mil euros. O custo total da empreitada, ou seja, das ciclovias de Benavente e Samora Correia, é de 854 mil euros, dos quais 649 mil euros foram comparticipados por fundos comunitários.

Oposição considera desastrosa a obra da ciclovia de Samora Correia

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido