uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Comunidade ajuda famílias carenciadas de Castanheira do Ribatejo
Comissão de Utentes de Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras tem apoiado famílias mais carenciadas

Comunidade ajuda famílias carenciadas de Castanheira do Ribatejo

Consciente do aumento dos pedidos de ajuda na freguesia, a Comissão de Utentes de Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras lançou uma iniciativa que pôs à prova a solidariedade da população. O resultado: mais de quatro dezenas de cabazes alimentares foram entregues a famílias mais necessitadas.

Edição de 23.07.2021 | Sociedade

O aumento dos pedidos de ajuda alimentar foi uma das consequências directas da pandemia de Covid-19 sentida em todo o país e Castanheira do Ribatejo, concelho de Vila Franca de Xira, não foi excepção. Conscientes do crescimento da procura, a Comissão de Utentes de Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras decidiu ajudar criando uma iniciativa solidária que envolveu a população e levou cabazes de alimentos a mais de 40 famílias da união de freguesias.

Foram colocadas caixas em cafés, mercearias e no quartel dos bombeiros locais que, aos poucos, se foram enchendo de bens não perecíveis, como latas de conserva, leite, arroz e massas, que agora ajudam a compor as despensas das casas de dezenas de famílias carenciadas. A entrega dos cabazes decorreu na sexta-feira, 4 de Junho, a todos aqueles que recebiam em simultâneo ajuda alimentar e de outros bens da Cáritas, que apoiava 20 pessoas e com a chegada da pandemia passou a apoiar mais do dobro.
Luzia Xavier, 31 anos, é uma das beneficiárias da Cáritas, que no dia da entrega mensal foi surpreendida com um cabaz extra entregue por Sofia Gomes, da comissão de utentes. Mãe solteira de dois filhos menores recebe o ordenado mínimo e paga 650 euros de renda da habitação. “Como se pode imaginar é muito difícil ter a despensa cheia quando se anda a contar os tostões”, disse a O MIRANTE enquanto carregava três sacos cheios de comida que vão alimentar a sua família até ao final do mês.

A ideia de se juntarem à Cáritas nesta missão, explicou o presidente da direcção, Pedro Gago, surgiu porque de outra forma não se conseguia chegar àqueles que realmente precisam de ajuda. “Apesar de este não ser o propósito da comissão de utentes quisemos ajudar a população nesta fase mais difícil depois de termos tido conhecimento que havia mais pessoas a passar dificuldades”, sublinhou o responsável.

Saltar a barreira da pobreza envergonhada

Armanda Carmo, de 65 anos, uma das últimas da fila, agradeceu de cabeça baixa o cabaz extra que lhe foi entregue, pedindo para não ser fotografada, mas explicando que os 400 euros que recebe de reforma são o único rendimento que entra na casa que partilha com o neto, actualmente desempregado.

“Infelizmente ainda há muita pobreza envergonhada, mas estamos cá para a minimizar”, lamentou o presidente da assembleia da comissão, Nelson Soares, que se juntou aos restantes elementos e ajudou a distribuir os cabazes.

A Comissão de Utentes de Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras foi criada para reivindicar melhores condições no acesso aos cuidados primários de saúde devido à falta de médicos de família e falhas nas marcações de consulta. Em paralelo, os seus elementos têm também lutado pela melhoria dos transportes públicos que servem a população daquela união de freguesias.

Comunidade ajuda famílias carenciadas de Castanheira do Ribatejo

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido