uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Vereador preocupado com acervo documental da Câmara do Cartaxo

Documentos encontram-se guardados em instalações da antiga esquadra da PSP e nas piscinas municipais

Edição de 09.11.2016 | Sociedade

O vereador Vasco Cunha (PSD) considera que o arquivo documental da Câmara Municipal do Cartaxo não está guardado nas melhores condições. O autarca confirmou o que desconfiava depois de uma visita feita às antigas instalações da Polícia de Segurança Pública e às piscinas municipais. A visita contou também com a presença dos vereadores do movimento Paulo Varanda - Movimento Pelo Cartaxo, Nuno Nogueira e Élia Figueiredo, acompanhados pelo adjunto do presidente da câmara, Carlos Cláudio, uma vez que Pedro Ribeiro não pôde estar presente
“Fomos à Quinta das Pratas visitar o armazém (nas catacumbas das piscinas cobertas) onde a Câmara do Cartaxo tem depositada a documentação do funcionamento do município. Aí se encontram, por exemplo, dossiês, livros de registo, maços de folhas e caixotes com papel. Datados pelo menos dos anos 50 do século passado e até ao ano de 2002. Confirmamos que os documentos estão arrumados mas não estão organizados. Não há nenhum critério ou regras para a organização deste depósito. Falta constituir um Arquivo Municipal que organize e classifique todo este espólio e falta, nesse contexto, um Arquivo Histórico Municipal que possa assegurar a gestão da documentação e a salvaguarda dos arquivos”, referiu Vasco Cunha após a visita.
Vasco Cunha admite que nem todos os documentos têm interesse mas que, por exemplo, os projectos de urbanismo do concelho podem vir a ser alvo de consulta e devem estar num local mais adequado. O autarca considera também que devem ser definidos critérios de arquivamento. “O PSD entende que estes documentos não têm que estar juntamente com o arquivo histórico do concelho, a instalar na antiga GNR. No entanto, tem que haver alguém que pegue naquela documentação e a organize”, sublinhou.
O assunto foi falado na véspera da visita, em reunião camarária e o presidente do município, Pedro Ribeiro, garantiu que o arquivo está a ser organizado, quer nas piscinas municipais quer nas antigas instalações da PSP, e que nunca houve problemas em encontrar qualquer documento para consulta. “O processo está mais adiantado nas piscinas, onde o arquivo se encontra há cerca de 15 anos, embora estivesse completamente desorganizado. Enquanto não encontrarmos alternativas vai ficar ali”, disse o autarca, deixando um apelo para que sejam apresentadas propostas para a localização deste arquivo documental.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...