uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Obras nas ruas da urbanização da Flamenga ficaram a meio

Obras nas ruas da urbanização da Flamenga ficaram a meio

Moradores dessa zona de Vialonga dizem que falta completar aplicação de asfalto e sinalização de segurança. Câmara de Vila Franca de Xira já aprovou por unanimidade o accionamento das garantias bancárias da urbanização para completar os trabalhos.

Edição de 25.05.2017 | Sociedade

Vários moradores da urbanização da Flamenga, em Vialonga, concelho de Vila Franca de Xira, estão desgostosos com o mau estado em que se encontram as estradas da urbanização e pedem que alguma coisa seja feita rapidamente.
Em causa estão alguns arruamentos que levaram apenas uma primeira camada de desgaste de alcatrão, demasiado fino e quebradiço que, actualmente, está com buracos e irregularidades. Também falta concluir a colocação de sinalética rodoviária – como os traços contínuos. “As passadeiras é o mais grave porque em alguns locais temos apenas os sinais verticais e muitos condutores não param. Se não virem as pinturas no chão simplesmente não param”, lamenta Fernando Fonseca, morador a O MIRANTE.
Ao longo dos anos os moradores têm recebido promessas de intervenção para conclusão dos trabalhos na urbanização mas tal nunca aconteceu. “As estradas como estão é uma porcaria para os carros e sem as pinturas é muito mau. Mas há outros problemas aqui, como a falta de contentores do lixo em condições. Há quase sempre lixo espalhado fora dos ecopontos”, lamenta Inês Rodrigues, moradora.
O executivo da Câmara de Vila Franca de Xira conhece bem o problema e tem dado passos para o resolver, tendo até aprovado, por unanimidade, o accionamento das garantias bancárias da obra de construção da urbanização para completar os trabalhos. Mas nem isso tem sido fácil, lamenta Alberto Mesquita (PS), presidente do município. “Há uma questão jurídica que temos tratado com o nosso advogado relativamente ao accionamento da garantia bancária, esperamos que em breve esteja resolvida para que possamos accionar ou, no limite, avançar com uma acção em tribunal relativamente ao fundo imobiliário que detém estas garantias”, explica.
O autarca garante que os moradores não vão ser deixados sem resposta. “Se este processo não evoluir terá de ser a câmara a fazer as obras e depois a encontrar uma solução para virmos a ser ressarcidos”, explica. O presidente do município nota, no entando, que “muito já se fez” na melhoria dos espaços públicos daquela urbanização, nomeadamente nas zonas verdes e na reparação de algumas recargas do piso. Em curso estão também as obras da última fase do parque urbano da Flamenga e melhoria de alguns espaços públicos.
O assunto foi também discutido na última reunião da câmara de Vila Franca de Xira, com o vereador Nuno Libório (CDU) a questionar o executivo socialista sobre os motivos para que os trabalhos ainda não tenham avançado, apesar do accionamento das garantias.

Obras nas ruas da urbanização da Flamenga ficaram a meio

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...