uma parceria com o Jornal Expresso
19/08/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Prazo alargado para conclusão do plano de pormenor das Marinhas do Sal

Prazo alargado para conclusão do plano de pormenor das Marinhas do Sal

Proposta para prorrogação por mais 13 meses foi aprovada pela Câmara de Rio Maior, com o executivo dividido. Processo já se arrasta há meia dúzia de anos.

Edição de 25.05.2017 | Sociedade

A presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais (PSD), teve de usar o seu voto de qualidade para fazer aprovar a proposta de prorrogação, por 13 meses, do prazo para elaboração do Plano de Pormenor das Marinhas do Sal, processo que se tem arrastado no tempo.
Os dois vereadores do PS e o vereador da CDU votaram contra, empatando a votação com a maioria PSD/CDS que se encontrava desfalcada do vice-presidente Carlos Frazão, que só participou na fase inicial da reunião. A oposição votou contra, ressalvando que é a favor do plano de pormenor e justificando a sua posição como uma forma de manifestar descontentamento com o arrastar no tempo de um dossiê que já dura há uma boa meia dúzia de anos.
“É um processo que se vai eternizando e que tarda em se materializar. É uma necessidade absoluta concluir este plano para valorizar o espaço turístico das salinas, que é um ex-libris do concelho, e captar para aquele espaço investimento público e privado”, afirmou o socialista Daniel Pinto.
O vereador da CDU, Augusto Figueiredo, seguiu a mesma linha de raciocínio e disse que o voto contra da oposição deve ser usado pela maioria como instrumento de pressão e de argumentação junto das entidades que têm contribuído para o arrastar do processo. “O que parece é que há entidades que não estão interessadas em que isto se faça”, acusou o autarca comunista.
A presidente da câmara, Isaura Morais (PSD), não gostou da posição dos vereadores do PS e da CDU e afirmou que também ela está desagradada com a demora que tem envolvido a execução do plano de pormenor. E deixou críticas implícitas a vários organismos do Estado pelo tempo que levam a responder aos pedidos de parecer que lhes são remetidos.
“Um documento destes não é feito só pela câmara municipal, tem que ser validado por diversas entidades parceiras”, sublinhou Isaura Morais, afirmando que ninguém tem mais vontade do que ela de ver essa situação resolvida.
Já o vereador Lopes Candoso (PSD) afirmou que se a proposta de prorrogação do prazo fosse chumbada, o assunto voltava à estaca zero, o que seria contrário aos interesses do município. “Aqui é que se vê quem está do lado de Rio Maior e do desenvolvimento”, disse, apontando o dedo à oposição.

Prazo alargado para conclusão do plano de pormenor das Marinhas do Sal

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...