uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Banca compra parte do Vila Franca Centro por dois milhões e meio de euros
NOVIDADE. Vila Franca Centro está agora nas mãos da banca e proprietários individuais mas o futuro continua incerto

Banca compra parte do Vila Franca Centro por dois milhões e meio de euros

Além de lojas foi também vendida uma habitação devoluta no centro da cidade. O abandonado centro comercial Vila Franca Centro, situado no centro da cidade, foi a leilão e a banca foi a única interessada.

Edição de 28.06.2017 | Economia

O Banco Popular, propriedade do espanhol Santander, é o novo dono da maioria das lojas e arrecadações do devoluto centro comercial Vila Franca Centro, situado no centro de Vila Franca de Xira, pelo qual pagou 2 milhões e 563 mil euros.
O imóvel esteve à venda em leilão em Lisboa na sexta-feira, 23 de Junho, na sequência da insolvência da firma gestora daquele equipamento, a Circuitos SA, e incluia 112 fracções - 2 salas de cinema, uma sala de grandes dimensões IMAX, lojas e arrecadações - bem como uma casa devoluta para habitação na rua paralela ao centro comercial e duas arrecadações, uma no edifício Varandas da Lezíria e outra na rua Maria Eduarda Segura de Faria, em Alverca, perto do CEBI.
Os imóveis foram colocados à venda na globalidade, por 2 milhões e 926 mil euros, mas não houve interessados. Atente-se que o que estava em causa não era a venda da globalidade do centro comercial, porque no interior há lojas que têm diferentes proprietários, mas apenas as lojas e espaços que eram propriedade da insolvente Circuitos SA.
Sem interessados para a compra da globalidade dos lotes o leilão decorreu com a venda fracção a fracção. A banca licitou através do responsável de uma firma de gestão de créditos, a WhiteStar Assets, que comprou as diferentes lojas por preços que variaram individualmente entre os 789 mil euros e os 1200 euros. As duas salas de cinema foram vendidas por 147.500 euros e a sala IMAX por 161.200 euros.
A casa devoluta com sótão para habitação na rua dos Loureiros, paralela ao centro comercial e também propriedade da Circuitos SA, foi vendida pela melhor oferta e mereceu a atenção de três moradores da cidade, que disputaram a sua compra. A melhor oferta fechou-se nos 12 mil euros pela habitação de 39 metros quadrados. Valor que terá ainda de ser aceite pelo administrador de insolvência.
Fonte ligada ao processo revelou a
O MIRANTE, à margem do leilão, que a compra do centro comercial é complicada devido ao facto de muitas lojas terem diferentes donos. Alegadamente será objectivo do banco, logo que tome posse do imóvel, iniciar conversações com os donos das diferentes lojas visando selar um acordo comum que possa levar à venda pela totalidade daquele centro comercial. Sabe-se que há interessados nessa venda, nomeadamente fundos de investimento chineses. Um investidor chinês esteve presente no leilão a assistir mas não apresentou qualquer proposta.

Fechado desde Outubro de 2013

O centro fechou portas em Outubro de 2013 devido a dificuldades financeiras e foi outrora o principal espaço comercial do concelho de Vila Franca de Xira. Ficou sem iluminação, água e gás porque foram cortadas as ligações e os acessos exteriores foram vedados para impedir vandalismo. O Vila Franca Centro encerrou depois de a administração ter informado os lojistas que a situação se tornara insustentável do ponto de vista financeiro e que já não havia condições para assegurar a continuidade do centro comercial, alegando dívidas dos comerciantes para com o condomínio.

Banca compra parte do Vila Franca Centro por dois milhões e meio de euros

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...