uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Tomar projecta obras para dar novas centralidades à cidade

Várzea Grande vai ser requalificada e Feira de Santa Iria vai ter de mudar de local.

Edição de 08.11.2017 | Sociedade

Vão entrar em fase de discussão pública três obras consideradas estruturantes para a cidade de Tomar: estudo prévio de requalificação da Várzea Grande; requalificação dos espaços exteriores da Praceta Raul Lopes; e requalificação de espaços exteriores na Avenida Coronel Garcês Teixeira e Avenida Dr. Aurélio Ribeiro. O executivo camarário de Tomar aprovou, por unanimidade, as propostas para enviar para discussão pública os projectos destas obras. A presidente do município, Anabela Freitas (PS), informou que existe a intenção de construir ciclovias, tanto na Várzea Grande como na parte nova da cidade.
A autarca explicou que o objectivo destas empreitadas é criar novos pontos centrais na cidade, sobretudo na zona da Várzea Grande, junto ao tribunal da cidade. Segundo o estudo prévio para a Várzea Grande não vai haver estacionamento no largo central, como acontece actualmente, dando lugar à colocação de árvores e uma ciclovia. Quem chegar de comboio ou autocarro vai poder usufruir de um local de serviço de bicicletas partilhadas.
“A Praça da República é um local de grande centralidade mas queremos que existam outros espaços centrais na cidade, nomeadamente na Várzea Grande e também na Praceta Raul Lopes. Os autocarros de turismo vão ocupar uma parte da área central da Várzea Grande, junto à estação de camionagem”, explicou, acrescentando que pretendem que a zona da Várzea Grande seja um espaço para as pessoas desfrutarem”.
O valor do projecto de requalificação da Várzea Grande é de cerca de 2,5 milhões de euros e conta com um financiamento comunitário que já está garantido no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU). As obras têm uma duração prevista de 360 dias. Com estas alterações, o executivo municipal ainda não decidiu para onde passa a realizar-se a tradicional Feira de Santa Iria que se tem realizado todos os anos nesse local.
A empreitada da Avenida Coronel Garcês Teixeira vai incluir o alargamento de passeios, estreitamento de vias e colocação de uma ciclovia. Na Praceta Raul Lopes a requalificação vai obrigar a derrubar o muro e a retirar o gradeamento da fachada do ex-Colégio Nun’Álvares, aumentando o tamanho da praceta, o que vai levar a mudanças no sentido do trânsito que deixa de circular em frente a este edifício. Anabela Freitas explicou que terá que ser feita uma planificação das obras e que se correr tudo de acordo com o previsto será possível avançar com o concurso público no primeiro trimestre de 2018.
Devido à realização da tradicional Festa dos Tabuleiros, em 2019, o executivo está a ponderar se as obras avançam antes ou depois dessa data para que a cidade não esteja em obras quando acontecer o evento mais emblemático d concelho. Estas propostas foram aprovadas por unanimidade pelo executivo.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...