uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Artistas do concelho mostram as suas obras em Alhandra
Foto O MIRANTE - abertura. Duas dezenas de artistas inauguraram mostra na vila ribeirinha de Alhandra

Artistas do concelho mostram as suas obras em Alhandra

Exposição colectiva foi inaugurada no domingo na Casa Museu Dr. Sousa Martins

Edição de 17.01.2018 | Cultura e Lazer

A galeria Augusto Bértholo, no Museu de Alhandra, Casa Dr. Sousa Martins, concelho de Vila Franca de Xira, encheu no domingo, 14 de Janeiro, para a inauguração de uma exposição com trabalhos de 22 artistas da Associação de Artistas Plásticos de Vila Franca de Xira. Distribuídas pela sala estavam esculturas, gravuras, pinturas, cerâmicas e fotografias, obras de artes assinadas por Alexandra Jesus, Américo Silva, Ana Sofia Neves, Anabella Vilares, António Maria, António Oliveira, Cali+/la Vilares, César Louro, Emanuman Defrog, Graciete Rosa Rosa, Irene Ribeiro, J. Pereira, João Duarte, João Miguel Henriques, Júlio Vilares, Ludovina Rosa, Luís Esteves, Manuel Campino, Natércia Gamboa, Noel Bértholo, Pedro Godinho, Rui Cristino da Silva e Vitor Santos. Além da veia artística, todos têm em comum uma formação académica em arte e ligações ao concelho de Vila Franca de Xira, quer seja por nascimento ou pela residência no mesmo.
Com 87 anos, Américo Silva é o artista mais velho com obras expostas. Um quadro a representar a ponte Marechal Carmona denuncia as raízes vilafranquenses e mostra a paixão de alguém que dedicou uma vida inteira à arte e que continua a encontrar inspiração para produzir novas peças. Nunca conseguiu viver só dos quadros que pintava. O dinheiro ganho com a venda de gravuras servia apenas para pagar o pequeno atelier onde trabalhava e os materiais que utilizava. Contudo admite que teve a sorte de viver numa época em que “ainda se podia escolher o emprego” e passou 40 anos como director artístico na Gulbenkian, conseguindo assim conciliar a vida profissional com a paixão pelas artes.
Actualmente, desabafou Américo Silva a O MIRANTE, são cada vez menos os jovens a interessarem-se pelo mundo da arte, sobretudo porque não vêem condições para se sustentarem. “Os jovens de hoje já não se interessam por nada disto, nem sequer aparecem nas exposições”, atira.
Contudo, a associação faz um esforço constante para atrair artistas mais jovens ao dar-lhes um espaço onde podem aprender e desenvolver as suas capacidades. João Henriques foi um dos jovens que aceitou o convite. Com apenas 15 anos é o artista mais novo deste colectivo e é a primeira vez que tem uma obra em exposição. Uma fotografia de dois macacos, com que venceu um concurso de fotografia no Jardim Zoológico, é o ponto alto de alguém que ainda está a começar a dar os primeiros passos no mundo da arte.
A descoberta de uma máquina fotográfica em casa e uma tarde de férias sem nada para fazer no Alentejo, lançaram-no para a fotografia. A curiosidade e vontade em saber mais, levaram-no a tirar um curso no Instituto Português de Fotografia, mas João admite que não pensa em trabalhar profissionalmente como fotógrafo, uma vez que a grande paixão é a medicina veterinária. “É muito complicado viver só disto. Quero ser veterinário mas ter a fotografia como o meu grande passatempo”, explicou.
Além de alguns artistas e dos respectivos familiares, a inauguração desta exposição contou ainda com a presença do presidente da Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira, Fernando Paulo, da vereadora Helena de Jesus e do presidente da União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, Mário Cantiga.

Artistas do concelho mostram as suas obras em Alhandra

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...