uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Associação cria Feira das Tertúlias Tauromáquicas em Vila Franca de Xira
Assembleia Geral da Associação das Tertúlias Tauromáquicas realizou-se em Vila Franca de Xira

Associação cria Feira das Tertúlias Tauromáquicas em Vila Franca de Xira

Iniciativa está já marcada para o primeiro fim-de-semana de Maio e a sua realização só depende da autorização do município.

Edição de 21.02.2018 | Sociedade

Representantes de 18 tertúlias marcaram presença na assembleia-geral da Associação das Tertúlias Tauromáquicas, realizada na sexta-feira, 16 de Fevereiro, na Tertúlia “Os Foras e Bravos”, em Vila Franca de Xira. O destaque da reunião vai para o desejo da associação em criar uma Feira das Tertúlias. Vacadas, garraiadas e exposição dos espólios das 34 tertúlias que constituem a associação são algumas das actividades que estão em cima da mesa para a primeira actividade do género, que tem data marcada para os dias 4, 5 e 6 de Maio. A sua realização só depende da aprovação da câmara municipal.
Se alguns eventos ainda aguardam aprovação e colaboração do município, outros já têm a presença da Associação das Tertúlias garantida como são exemplo as Romarias do Senhor da Boa Morte e da Senhora de Alcamé, a Semana da Cultura Tauromáquica, as festas do Colete Encarnado e a habitual Corrida das Tertúlias, que será realizada a 6 de Maio.
Na assembleia-geral para apreciação e votação das contas de 2017, bem como a análise a algumas actividades a realizar durante o corrente ano, ficou acordado o pagamento de uma quota anual de 10 euros por cada tertúlia, com o tema a gerar discussão entre os vários presentes, uma vez que alguns membros defenderam o pagamento de uma quota superior.
Outro dos temas que gerou alguma controvérsia foi a limitação da festa do Colete Encarnado a zonas específicas da cidade de Vila Franca de Xira. Grande parte dos tertulianos defendeu a “descentralização” das actividades para que, tal como noutros tempos, todas as pessoas, incluindo as que têm mobilidade reduzida, possam usufruir das festas.
Relativamente à apresentação das contas de gerência de 2017 a associação transitou de ano com um saldo positivo de 210,37 euros. Para 2018, o evento que salta mais à vista é a Primeira Feira das Tertúlias com a associação a estimar uma despesa para a sua realização na ordem dos oito mil euros.

“Temos que respeitar a opinião de cada um”
Apesar de só estar registada como associação desde Julho de 2017 a colectividade já existe desde 2011, altura em que funcionava como confederação e englobava apenas oito tertúlias. Nelson Lima é o presidente da direcção da Associação de Tertúlias e em conversa com O MIRANTE diz que não teme o aumento dos movimentos anti taurinos. “Temos que respeitar a opinião de cada um. Quem gosta da corrida de touros e faz parte deste grupo deve defender aquilo de que gosta. Tem que haver respeito acima de tudo e aceitar a diferença de uns para os outros”.
O presidente considera que “é necessária uma maior promoção com qualidade” da festa brava junto dos jovens e que “a tauromaquia tem de ser bem tratada, caso contrário vai acabar por morrer”.

Associação cria Feira das Tertúlias Tauromáquicas em Vila Franca de Xira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...