uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Uma centena de árvores para abater em Vila Franca de Xira
Largo da câmara em VFX ficou sem árvores depois de uma delas ter caido e ferido uma pessoa

Uma centena de árvores para abater em Vila Franca de Xira

Câmara quer evitar quedas imprevistas como as que aconteceram no centro da cidade. Executivo continua a defender que não é a favor do abate das árvores mas que há casos em que a segurança dos moradores está em primeiro lugar.

Edição de 12.04.2018 | Sociedade

No concelho de Vila Franca de Xira existem 107 árvores que precisam de uma monitorização urgente, para evitar que possam cair e causar danos como aconteceu recentemente no largo da câmara, situação em que uma pessoa ficou ferida embora sem gravidade. A informação foi avançada pelo presidente do município, Alberto Mesquita (PS), que admitiu a possibilidade da câmara vir a contratar uma empresa externa para realizar essa avaliação.
“E depois disso todas as árvores que o relatório diga que são para abater serão para abater. Não vamos abater árvores de forma indiscriminada, só quando tivermos fundamentação técnica para o fazer. Temos de preservar a segurança de pessoas e bens. Há momentos em que temos de tomar decisões e temos de ter particular atenção às árvores nas nossas escolas. Muito grave seria se um ramo caísse em cima de alguém e nós nada fizéssemos”, explicou o autarca na última reunião pública de câmara.
Alberto Mesquita respondia às preocupações de Mário Calado e Cláudia Martins, ambos vereadores da CDU, que quiseram saber qual o ponto de situação do estado fitosanitário das árvores do concelho. Em particular da árvore que caiu na semana anterior à Páscoa no largo do município. “A árvore do largo da câmara estava a ser monitorizada, chegou a pensar-se abatê-la mas quando começou a ganhar novas folhas ficámos a aguardar para ver como a situação iria evoluir. Mas depois com o vento da forte intempérie que se verificou ela acabou por cair”, explicou Mesquita.
Por “milagre” o autarca cancelara, horas antes, a exposição de artesanato que estava agendada para o Largo Afonso de Albuquerque na manhã de 24 de Março em que a árvore acabou por cair. “Se isso não acontecesse estávamos agora perante uma situação gravíssima”, confessou.
As árvores estão também a representar um problema junto à linha de comboio do norte, em Alhandra, onde as raízes estão a começar a deformar os muros existentes e ameaçam até a integridade estrutural dos carris. “As árvores junto ao viaduto estão a ter implicações na ferrovia e quando começarem a desestabilizar os carris irão causar um problema grave. É um assunto para o qual vamos ter de começar a pensar”, alertou o autarca. A linha de comboio do norte que atravessa o concelho de Vila Franca de Xira é uma das mais movimentadas do país. Um problema na circulação causaria “tremendas complicações” à mobilidade da população, avisa o autarca.

Uma centena de árvores para abater em Vila Franca de Xira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...