uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
O segredo do Mação é humildade e ambição
Equipa de Mação sagrou-se campeã da 1ª Divisão Distrital de Santarém pela primeira vez na história

O segredo do Mação é humildade e ambição

Fogos do Verão passado afectaram preparação da equipa mas também reforçaram coesão do grupo. Clube conquistou pela primeira vez o campeonato da 1ª divisão distrital de Santarém de futebol e ganhou direito a disputar o Campeonato de Portugal. “A equipa de Mação andou sempre de fato de macaco para agora vestir o smoking”, diz o treinador campeão, João Vitorino.

Edição de 24.05.2018 | Desporto

O objectivo da equipa de futebol da Associação Desportiva de Mação no início da época era chegar à final da Taça do Ribatejo porque “não trazia grandes responsabilidades financeiras para um pequeno clube”, diz o presidente do clube, João Espírito Santo, a O MIRANTE. E o que é certo é que conseguiram esse objectivo embora não tenham conquistado o troféu, pois o União de Tomar venceu a final. Mas mesmo assim o saldo acabou por ser mais positivo do que esperavam. Os homens de Mação sagraram-se campeões da 1ª divisão distrital da Associação de Futebol de Santarém pela primeira vez na sua história e vão agora disputar o Campeonato de Portugal.
A época não foi fácil para a equipa. Após a tragédia dos incêndios que assolou o concelho de Mação no Verão passado, o capitão de equipa, Luís Esteves, ficou sem nada. “Ardeu tudo à minha volta. Só fiquei com a casa. Durante uma semana dormi quatro horas”, conta o jogador a O MIRANTE.
Durante uma semana não treinaram por causa dos incêndios que chegaram a ameaçar o estádio. “Já depois do maior susto passado ia para Mação para os treinos e só via fumo à minha volta. Formámos um grupo muito coeso e com muita ambição, Penso que foi esse espírito de humildade e ambição que nos fez acreditar sempre e penso que fomos o ópio do povo de Mação”, conta João Vitorino, treinador de 59 anos, que assumiu o comando da equipa no início da época e que vai continuar. “Está tudo acertado para a próxima época e só saio para uma equipa da primeira ou segunda liga”, afirma João Vitorino.
A equipa de Mação esteve desde a primeira à última jornada no comando da tabela classificativa. “Fomos a melhor equipa e nunca falhámos nos momentos decisivos”, diz o treinador que tem um orgulho enorme neste grupo e dedica a vitória no campeonato à população de Mação” que sempre os apoiou. “Nunca andámos em bicos de pés, andámos sempre com o fato de macaco para agora podermos vestir o smoking”. João Vitorino dedicou o triunfo aos adeptos. “Quisemos dar esta alegria ao povo de Mação e do seu concelho pelo estado de calamidade que passaram. Esta vitória é para eles”.

“Dificuldades financeiras e desportivas vão ser muito maiores”
Para o presidente do clube, João Espírito Santo, “esta foi uma caminhada cheia de felicidade com momentos muito fortes. Fizemos o nosso trabalho para ficar nos três primeiros lugares e chegámos a certa altura que percebemos que podíamos vencer o campeonato e foi isso que fizemos. Lutámos até ao fim para conseguir esse objectivo e estamos cá para assumir as responsabilidades e fazer um bom trabalho no nacional”.
O presidente sabe “que competir no nacional vai ser um pouco complicado a nível financeiro porque no concelho de Mação não há muitas empresas mas não é fácil para nós como para a grande maioria das equipas”.
“Temos a consciência de que as dificuldades financeiras e desportivas vão ser muito maiores e a nossa experiência também não é muita no nacional. Vamos criar uma equipa que seja sustentável para não criar problemas ao clube que tem crescido nos últimos anos de forma sustentável. O plantel vai manter-se e vamos tentar arranjar mais meia dúzia de jogadores com qualidade. O que queremos para o próximo ano é dignificar as cores do clube”, conclui João Espírito Santo.

João Vitorino

Um alentejano no comando técnico

João Vitorino, técnico de 59 anos orientou o Gafetense no Campeonato de Portugal na época 2016/2017, depois de quatro anos à frente do Crato, outro clube norte-alentejano. João Vitorino já tinha orientado a equipa de Mação em 2006/2007 e regressou em 2017/2018. Já venceu uma Taça da Associação de Futebol de Portalegre pelo Nisa e Benfica em 2003/2004.

O segredo do Mação é humildade e ambição

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...