uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
É preciso dar mais apreço às actividades desportivas das camadas jovens
Foto DR Álvaro Faria Sócio-gerente dos restaurantes O Álvaro e o Vilarense

É preciso dar mais apreço às actividades desportivas das camadas jovens

Edição de 14.06.2018 | Especial FeirOurém

Álvaro Faria é um dos muitos que tem por hábito marcar presença na FeirOurém e lá vai estar novamente este ano, até porque se considera uma pessoa fiel às tradições. Para o sócio-gerente dos restaurantes “O Álvaro”, em Ourém, e o “Vilarense”, em Vilar dos Prazeres, a feira representa, além dos momentos de convívio, um bom espaço para o encontro de pessoas da terra, algumas que estão fora.
O empresário da restauração está expectante em relação à feira deste ano, que considera diferente. Álvaro Faria é da opinião que a feira traz muita gente de fora à cidade e que o evento mexe com o comércio, além de dar a conhecer os novos negócios. Álvaro Faria também está na expectativa sobre a actual situação política do concelho, em que a câmara regressou ao PSD, ao fim de dois mandatos nas mãos do PS.
Álvaro Faria, que vê o futuro do seu concelho de forma optimista, considerando que tem muitas potencialidades, também é um optimista em relação à economia, e no caso específico da sua empresa, diz que a “A sorte dá muito trabalho”. Este tem sido o lema que tem seguido para fazer vingar e desenvolver os seus negócios. Mas lamenta que no concelho não exista um parque de campismo e diz ser de lastimar que nem todos os habitantes do concelho tenham saneamento básico, como por exemplo em Lagoa e Bairro.
O empresário gostaria que dessem mais apreço às actividades desportivas das camadas jovens do concelho (como Hóquei, Futebol e Dança) e espera que um dia surja um programa de incentivos para a natalidade. Sobre questões que gostasse de ver para o desenvolvimento turístico, Álvaro diz que seria bom que os caminhos/percursos de peregrinos para Fátima incluíssem todo o concelho de Ourém. Considera também que o projecto para o Agroal está fraco para as suas potencialidades e que se devia apostar em mais eventos que envolvessem o castelo, como feiras medievais, e defende a construção de passadiços para dar melhor acesso ao castelo.

É preciso dar mais apreço às actividades desportivas das camadas jovens

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques