uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
O jornalismo tem que ser rentável para ser independente

O jornalismo tem que ser rentável para ser independente

Edição de 14.06.2018 | World News Media Congress

Francisco Pinto Balsemão, o fundador do Expresso e da SIC, foi um dos oradores que abriu o 70.º Congresso World News Media, no Estoril.
Francisco Pinto Balsemão disse na abertura que o “jornalismo de verdade” é mais necessário do que nunca para fazer frente a tantas incertezas, mentiras, manipulações e tendências populistas emergentes na Europa. O jornalismo para ter um papel importante na democracia deve ser rentável para que possa ser independente, disse.
Balsemão recordou que “estamos a viver tempos desafiantes e difíceis”, enumerando vários exemplos desde a administração Trump nos EUA e da sua reticência na questão climática, passando pelo nuclear e o falhanço do acordo, até ao populismo emergente na União Europeia. Francisco Pinto Balsemão está preocupado com os populismos que estão a crescer em Espanha, Itália, Hungria, Polónia, República Checa e Eslovénia, assim como com as consequências do Brexit.
Referindo-se ao escândalo da partilha de dados privados da Cambridge Analytica, que terá exercido influência no referendo no Reino Unido e na eleição de Donald Trump, o fundador do Expresso pede um jornalismo de verdade e de qualidade, respeitando as regras deontológicas. Este jornalismo é “mais essencial do que nunca”.
“É por isto que estamos aqui, para cumprir a nossa missão, para encontrarmos as melhores maneiras de trabalharmos nestes tempos de mudança, instabilidade e medo. Não podemos e não devemos esquecer que não existe liberdade de imprensa em mais de metade do mundo”.
Para acentuar o papel importante dos jornalistas dos medias tradicionais, Balsemão falou numa maior aposta dos profissionais da comunicação em explicarem aos seus leitores o porquê e o como das matérias noticiosas, aprofundando a investigação e não tanto o onde e o quando.
“Nunca como nos nossos dias o jornalismo verdadeiro, de qualidade, profissional, que cumpre as regras deontológicas, teve um papel tão importante em prol da democracia. Para isso, como sempre, temos de ser independentes e as nossas empresas têm que ser rentáveis”, referiu.

O jornalismo tem que ser rentável para ser independente

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques