uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Michel Brito Ferreira 

Arquitecto, gerente da Pregimac, 40 anos, Atalaia (Vila Nova da Barquinha)

Edição de 05.07.2018 | Agora Falo Eu

Alguma vez foi sujeito a um controle de alcoolemia? Sim mas nunca apanhei uma multa.

A que petisco não resiste? Não resisto a uma mariscada. Gosto muito de um bom camarão.

Costuma correr ou fazer caminhadas? Eu faço “trails” na área dos carros telecomandados. Sou amante do rail modelismo.

Costuma dar dinheiro a arrumadores? Normalmente não dou. Não costumo estacionar em parques com arrumadores. Considero que as câmaras municipais podiam aproveitar essas pessoas para serviços ligados aos municípios. Deste modo, controlavam quem andava a mendigar e davam ajuda monetária e habitação.

Vale a pena ir votar? Vale sempre a pena votar. Mesmo um voto nulo vale mais do que uma abstenção. Eu acho que deveria ser obrigatório votar e não aceito críticas de pessoas que não votam.

Se lhe saísse o Euromilhões qual era a primeira coisa que fazia? A primeira coisa a fazer se me saísse o Euromilhões era cair na realidade. Não contava a ninguém e não gostava que me saísse o primeiro prémio. É uma grande mudança e as pessoas que precisam de ser ajudadas são muitas. Seria difícil gerir essas situações e por isso preferia ganhar um segundo prémio.

É adepto de algum clube? Qual foi a maior “loucura” que fez pelo seu clube? Sou adepto do Benfica. Gosto de futebol mas não participo em loucuras. É uma paixão mas não uma loucura. Só fui uma vez ao estádio ver o Benfica e ainda foi no antigo estádio.

Conseguiria viver sem telemóvel? Hoje em dia o telemóvel é uma peça de nós próprios. Tenho telemóvel há mais de 20 anos. A vantagem é a facilidade de contactarmos e de sermos contactados. Não acredito que alguém que esteja habituado a utilizar o telemóvel seja capaz de deixar de o utilizar.

O Facebook ou outras redes socias melhoram a sua vida? Sim, acabamos por ter ligações graças ao Facebook. As redes sociais dão a facilidade de podermos contactar com as pessoas mas muita gente abusa desse poder, o que acho bastante incorrecto.

Gosta mais do campo ou da cidade? Gosto dos dois. Do que não sou adepto é de praia. Também gosto de viajar mas não tenho muito tempo, porém há pouco tempo fui a Toulouse e visitei tudo.

Que estação do ano prefere? Primavera e Outono. Não sou adepto do calor.

Costuma assistir a concertos de Verão? Já fui mas actualmente não vou. Só vou a algumas festas populares.

Qual o seu truque para manter a calma perante um imprevisto? Não tenho. É muito difícil manter a calma numa situação imprevista, ainda por cima se for desagradável.

Do que sente mais saudades? Dos meus 15 anos, quando jogava à bola em campos pelados. Hoje em dia não tenho tempo para nada. Adorava o tempo que passava com os amigos.

Os jovens estão motivados para não deixarem desaparecer as tradições? Não. Grande parte dos jovens está cada ez mais ligada às novas tecnologias e isso dificulta. As tradições são feitas para serem quebradas e como consequência são esquecidas.

Gosta de grandes reuniões familiares? Gosto. Na minha família somos bastante ligados e partilhamos pelo menos duas refeições semanais. Uma da minha família e outra da família da minha esposa.

Custa-lhe levantar-se de manhã para ir trabalhar? Não me custa levantar para ir trabalhar mas custa-me levantar cedo quando estou de férias.

Gosta de liderar ou ser liderado? As duas situações. Tem de haver uma boa liderança mas não é só de líderes que se faz uma boa casa. Também é muito importante quem é liderado.

Fazem falta mais mulheres na política? A lei impõe uma determinada percentagem de mulheres nas listas e nas administrações mas eu não estou de acordo. Concordo com as mulheres na política e em cargos de administração mas sem haver uma percentagem previamente estipulada.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques