Sociedade | 29-11-2018 11:50

Dois rapazes detidos por matarem comerciante de Parreira durante assalto

Dois rapazes detidos por matarem comerciante de Parreira durante assalto

Os detidos, quase seis meses depois do homicídio, são dois rapazes de 19 e 23 anos de idade.

Os dois suspeitos da morte de um comerciante da Parreira, Chamusca, durante um assalto ao café que este explorava na Cova da Piedade, Almada, foram detidos esta quarta-feira, 28 de Novembro, confirma a Polícia Judiciária, que estava a investigar o caso. Os detidos, quase seis meses depois do homicídio, são dois rapazes de 19 e 23 anos de idade.

A Judiciária diz que tem fortes indícios contra os detidos da prática dos crimes de associação criminosa, homicídio qualificado, roubo agravado, furto e dano. Segundo a PJ, a investigação deste caso permitiu relacionar os suspeitos com mais uma série de crimes de roubo, “praticados entre Abril e Junho do corrente ano no distrito de Setúbal, pelos quais se encontram indiciados”. Os rapazes utilizavam viaturas roubadas através de carjacking para fazerem os assaltos.

Hemenegildo Varela, de 70 anos, foi baleado mortalmente durante o assalto na sexta-feira, 8 de Junho, com dois tiros à queima-roupa no Café ‘Anita’, estabelecimento que explorava há três décadas nessa localidade da margem sul.

Pessoa sociável e muito ligada à família, Hemenegildo Varela já tinha sido vítima de assaltos em outras quatro ocasiões. Desta vez, tentou resistir aos assaltantes e foi atingido com dois tiros no abdómen. O crime ocorreu cerca da 19h00 dessa sexta-feira. Na altura, estavam no estabelecimento dez clientes à espera para registarem os boletins do Euromilhões e para jantar.

Os indivíduos encapuçados e munidos de uma arma entraram no café e dirigiram-se à esposa do proprietário, que se encontrava junto à caixa registadora. Hemenegildo foi em auxílio da esposa e acabou baleado. Os três assaltantes fugiram do local num carro, levando cerca de 50 euros em dinheiro. No local estava também a filha da vítima, Cristina Varela, que trabalha no estabelecimento e assistiu a tudo.

Hemenegildo Varela ainda foi transportado para o Hospital Garcia da Horta, em Almada, mas não resistiu aos ferimentos. O funeral realizou-se na tarde desta quarta-feira, 13 de Junho, tendo o corpo seguido para o crematório da Quinta do Conde.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo