Sociedade | 11-01-2019 13:50

Vítima do surto de legionella perde primeira batalha na justiça

Juíza deu razão à ADP considerando que a empresa fez o que devia.

A empresa ADP – Adubos de Portugal foi absolvida da primeira acção cível movida por uma das vítimas do surto de legionella de Vila Franca de Xira.

A juíza considerou, entre outros factores, que a ADP – que estava no banco dos réus por ter sido encontrada nas suas instalações a mesma estirpe da bactéria presente em algumas vítimas - terá agido conforme a lei ao contratar uma empresa externa para realizar a desinfecção das suas torres de arrefecimento.

Leonel Ferreira, do Forte da Casa, exigia 200 mil euros à empresa por danos patrimoniais e morais e já veio dizer que não contava com este desfecho atendendo ao volume de prova mostrado em tribunal, ponderando agora recorrer da sentença. O surto de legionella de Vila Franca de Xira matou 12 pessoas e infectou mais de 300.

* Notícia desenvolvida na próxima edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Médio Tejo