uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Infantários de Tomar autorizados a abrir

Edição de 06.11.2002 | Sociedade
Os jardins de infância da escola dos Templários, das Cabeças e de Vale Calvo, todos no concelho de Tomar, têm já luz verde da Direcção Regional de Educação de Lisboa (DREL) para entrarem em funcionamento. A DREL dá assim o dito por não dito, depois de há cerca de três semanas ter comunicado, via fax, aos três estabelecimentos, que não estavam autorizados a funcionar.De acordo com a directora do Centro de Área Educativa (CAE) de Santarém, tudo não terá passado de “desencontros temporais”. É que, para poderem funcionar, a autarquia de Tomar teria que os propor a tempo da saída da portaria, em Fevereiro, o que não se verificou.Essa não é no entanto a opinião do vereador da Câmara de Tomar com o pelouro da educação. De acordo com António Fidalgo, tudo foi feito dentro dos prazos estabelecidos na lei. A explicação para o primeiro “chumbo” da DREL ficou a dever-se, segundo o vereador, “à precipitação de alguns responsáveis, que não a câmara”.O facto de ser do conhecimento público que a DREL tinha recusado a entrada em funcionamento dos três jardins de infância levou de imediato à mobilização da autarquia, juntas de freguesia, responsáveis pelos agrupamentos escolares e dos próprios pais das crianças. Na Direcção Regional de Educação choveram faxes e abaixo-assinados que indicavam a indignação da população.Afinal, tudo não passou de um equívoco e, na última segunda-feira, a autarquia recebeu oralmente a informação de que os novos jardins poderiam efectivamente entrar em funcionamento, tendo os responsáveis camarários já avançado para o processo de colocação de educadores de infância.

Mais Notícias

    A carregar...