uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Comissão pró-Ota quer aeroporto mais cedo

Movimento quer antecipação dos prazos de construção

A Comissão pró-aeroporto da Ota reclamou, em comunicado, a antecipação dos prazos de construção da infra-estrutura. Alerta que se isso não acontecer Portugal pode não ter capacidade de resposta face ao aumento previsto de passageiros nos próximos anos.

Edição de 30.07.2003 | Economia
Em documento distribuído, os membros deste movimento - que reúne autarcas, dirigentes e empresários da região centro - manifestaram-se, no entanto, satisfeitos com os compromissos assumidos pelo ministro das Obras Públicas, Carmona Rodrigues, face à construção do novo aeroporto internacional de Lisboa, previsto para a Ota.De acordo com o comunicado, a NAER - Novo Aeroporto prevê um aumento de três milhões de passageiros entre 2005 e 2010, atingindo o limite de capacidade de escoamento do aeroporto da Portela. “É, quanto a nós, essencial voltar a ponderar qual o real período de vida da Portela, com condições mínimas de qualidade e segurança para os seus utentes, tanto mais que é propósito expresso pelo Governo o de incrementar fortemente os fluxos turísticos”, refere o comunicado, considerando que, depois será evidente “a necessidade de acelerar o lançamento e construção da Ota”.O movimento critica, em particular, a decisão de Carmona Rodrigues em remeter o início da obra para 2007, estando prevista a sua conclusão apenas em 2015 ou 2016.Apesar deste investimento, “permanece a dúvida” sobre a eventual manutenção do aeroporto da Portela, em conjunto com a Ota, uma solução que, para o movimento, não é a mais adequada porque prejudica a melhor rentabilização da nova infra-estrutura.O MIRANTE/Lusa

Mais Notícias

    A carregar...