uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Maldonado Gonelha é a face mudança

Maldonado Gonelha é a face mudança

Lista B apresentada em Santarém aos funcionários do Montepio Geral
Edição de 12.11.2003 | Economia
António Maldonado Gonelha, um dos actuais administradores do Montepio Geral, deslocou-se à Escola Superior de Gestão de Santarém (ESGS) na passada quinta-feira, 6 de Novembro. A intenção foi apresentar aos trabalhadores da instituição no distrito o programa da sua lista. Em causa estão as eleições para a Mesa da Assembleia Geral, Conselho Geral, Conselho de Administração e Conselho Fiscal do Montepio para o triénio 2004-2006. O líder da lista concorrente é o economista Silva Lopes.“Um projecto de renovação fundado na experiência de 163 anos” é o lema da candidatura de Maldonado Gonelha à presidência do Conselho de Administração do MG, que tem como principal objectivo aumentar a capacidade de influência do banco junto da administração central e outras instituições.De acordo com o ex-ministro dos governos de Mário Soares a aposta é clara e tem como pilar a união das mutualidades. “Queremos dar maior visibilidade ao papel do mutualismo e da própria Associação Mutualista, reforçando a oferta de produtos nesse campo”. São disso exemplos os regimes complementares e de reformas, gestão de sistemas de previdência e poupança, com preponderância da economia social. Nesse sentido, Maldonado Gonelha aponta para a fasquia dos 500 mil associados da Associação Mutualista no prazo de cinco anos, cativando os jovens para a economia de solidariedade e tendo por base os actuais cerca de 250 mil associados. “Será a maior capacidade e rentabilidade da Associação Mutualista que dará suporte à Caixa Económica”, acrescentou.Na sua opinião, o MG tem de deixar de ser a maior instituição entre os bancos mais pequenos para se aproximar dos quatro maiores grupos portugueses, que detêm cerca de 80 por cento do mercado. “Considero que o MG estagnou e que há que dar-lhe um novo impulso. Temos capacidade para crescer dos actuais cinco por cento para seis por cento”, indicou Maldonado Gonelha.Outra situação a que irá dar atenção será o chamado crédito mal parado, fazendo que o banco seja mais rigoroso em relação à avaliação do crédito e reduzindo as situações de incumprimento. Além de António Maldonado Gonelha como candidato à presidência do MG, surgem ainda na lista B como candidatos a vogais do Conselho de Administração José Veloso Gregório, José da Silva Monteiro, Santiago Almasqué e Carlos Pereira da Silva. Jorge Almeida Coelho é o candidato à Mesa da Assembleia Geral, enquanto Carlos Ruivo de Carvalho está indicado para liderar o Conselho Fiscal. Mário Matos Bernardo é o candidato à liderança do Conselho Geral.
Maldonado Gonelha é a face mudança

Mais Notícias

    A carregar...