uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Endiabrado Manuel Serra D’Aire

Endiabrado Manuel Serra D’Aire

Edição de 07.04.2004 | E-mails do outro mundo
Estava para ir passar as férias da Páscoa ao Algarve, como fazem milhares de outros portugueses criativos, mas esta vaga de histerismo que ganhou corpo após os atentados de Madrid fez-me mudar de ideias. Um tipo vem de lá bronzeado que nem um mouro e está sujeito a ter a bófia e o Correio da Manhã à perna até recuperar a cor normal. É certinho. E se um indivíduo tem o azar de pousar o saco das compras para atar os sapatos mandam logo vir a brigada de minas e armadilhas e evacuar o quarteirão inteiro. Faz-me lembrar quando o nosso compadre Necas se largou no metro e julgaram que era um ataque com gás sarin. Nunca mais me hei-de esquecer daquela velhinha a contorcer-se com vómitos. Maldita feijoada...Mas adiante. Como prezo muito o meu canastro deixei-me também da ideia de pedir licença para arrumar carros em Santarém. A actividade de técnico de aparcamento automóvel é muito exposta aos caprichos atmosféricos e um tipo fica moreno em três tempos. Aliás, não é por acaso que a maior parte dos arrumadores tem pinta de bombista magrebino seguidor do Corão. Enfim, à falta de melhor, cada um vai usando a sua imaginação com o que lhe dá mais jeito. Eu prefiro dedicar a minha a outros temas, como os decotes generosos de que falas no teu último e-mail. Ou as mil e uma maneiras de despachar a ministra das Finanças para o Pólo Norte sem bilhete de regresso.Manel esta perseguição aos potenciais terroristas teve ainda efeitos colaterais na nossa qualidade de vida e na nossa economia. Os nossos habituais fornecedores de óculos de sol, ventoinhas, relógios de pulso e canas de pesca desapareceram da circulação, com os incómodos que isso representa ao nível do custo de vida. Os “ké frô?” são cada vez mais raros. Só falta também levarem-nos os ciganos que nos vestem com roupas de marca por tuta e meia e deixarem-nos nas mãos das gananciosas multinacionais! Se isso acontecesse, provavelmente altas sumidades diriam que na origem da desgraça estavam causas naturais. Afinal de contas, não foi por causas dessas que caiu a ponte de Entre-os-Rios ou que arderam as nossas florestas no último Verão? E os constantes aumentos da gasolina só podem ter razões naturais por detrás, claro! Já dizia o nosso compadre Necas que o que é preciso é calma, descontracção e estupidez natural. Mas nunca pensei que gente tão instruída seguisse essa máxima com uma fidelidade extrema.Enfim, dentro de tanta naturalidade, ninguém já estranha que o presidente da Câmara de Santarém continue a rodar a sua equipa de ajudantes e tenha mais dificuldade para acertar com a equipa que o Fernando Santos e Camacho juntos. Aliás, põe-te a pau que algum dia só sobramos nós, embora eu preferisse ser assessor do presidente de Torres Novas. Esse é que a leva direita e anda sempre na rambóia. Quem o quer ver é em Inglatera, é na Tailândia ou em Cabo Verde, como aconteceu na semana passada, pouco mais de um mês depois de lá ter estado a última vez. Eu bem o vi na televisão, a fazer concorrência ao “Emplastro”, outro indivíduo que não pode ver uma câmara de filmar por perto. Isso é que é vida, cosmopolita Manel. Para quem gosta de correr mundo não deve haver melhor. Quem me dera ser seu braço direito. Bem esteve António Rodrigues quando deixou a presidência do Desportivo de Torres Novas e optou pela câmara. No clube, o mais longe que ia era até à Nazaré, a Peniche ou a Castelo Branco e vá lá, vá lá... Como presidente da câmara nem precisa de estar na Liga dos Campeões para viajar mais que o Mourinho. Ah leão!E com esta me vou, reforçando que a criação do dia mundial da vaca continua a fazer todo o sentido. Não é por meia dúzia de loucas que se mede a reputação de uma espécie.Um respeitável salamaleque do Serafim das Neves
Endiabrado Manuel Serra D’Aire

Mais Notícias

    A carregar...