uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Fábrica sujeita a coima por empregar ilegais

No concelho de Santarém
Edição de 08.02.2006 | Economia
Uma fábrica de corte de pedra da zona de Santarém vai pagar uma coima que poderá chegar aos 500 mil euros por empregar 17 imigrantes em situação irregular, anunciou sexta-feira o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).No âmbito de uma operação de fiscalização realizada na manhã desse dia à fábrica de corte de pedra, o SEF identificou 17 cidadãos estrangeiros em situação irregular, que vão ter que abandonar voluntariamente o país no prazo de 20 dias, refere aquele serviço de segurança em comunicado.Além de pagar a coima, a empresa será responsabilizada pelo pagamento das despesas necessárias com o afastamento dos imigrantes.O SEF explica que a operação de fiscalização teve por base um trabalho prévio de verificação local, onde se recolheram indícios de situações de exploração de mão-de-obra ilegal.De acordo com o SEF, a acção de fiscalização teve por objectivo o combate à imigração ilegal e o apuramento da responsabilidade de entidades empregadoras que mantêm cidadãos estrangeiros empregados e não habilitados legalmente a trabalhar.

Mais Notícias

    A carregar...