uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Apanhar moscas com rabos de bacalhau

Apanhar moscas com rabos de bacalhau

Armadilha está a dar resultado
Edição de 16.08.2006 | Sociedade
Um garrafão de plástico vazio com um rabo de bacalhau num pouco de água. As moscas caem na armadilha aos milhares. O inconveniente é o cheiro e o aspecto.A receita para acabar com as moscas é simples e barata. Corta-se o topo de uma garrafa de plástico ou de um garrafão e vira-se o gargalo para dentro. No fundo colocam-se uns pedacitos de bacalhau – basta um rabo - e um pouco de água. Os recipientes são pendurados no local que se quer livre dos insectos e o resultado é espantoso. O MIRANTE foi à aldeia de Verdelho ver como funcionam as armadilhas artesanais e confirmou a informação que tinha obtido telefonicamente. Milhares de moscas acumulam-se nos recipientes. Litros e litros delas. Maria de Fátima e José Gabriel tomaram conhecimento do sistema através de uma vizinha e decidiram experimentar. Armadilharam o quintal todo há cerca de uma semana. Quatro garrafões de cinco litros e quatro garrafas de litro e meio. Os resultados deixaram-nos de boca aberta. E assim ficaram até hoje, sem medo de lhes entrar qualquer mosca, porque são raras as que escapam às ratoeiras do bacalhau demolhado.A notícia do radical sistema de extermínio voou pela região como uma mosca domestica. “A minha mãe já pediu num supermercado rabos de bacalhau mas disseram-lhe que estavam todos vendidos e para o mesmo objectivo”, refere Maria de Fátima.Mas quem não conseguir rabos de bacalhau não desanime. Maria de Fátima diz que conhece quem já tenha substituído o bacalhau por mel com idênticos resultados. Ela própria irá experimentar trocar de isco proximamente para confirmar a informação. As armadilhas de rabos de bacalhau são utilizadas há muitos anos, principalmente no campo para evitar que as moscas afectem a fruta. Nas casas o sistema não é aconselhado porque o cheiro do peixe a apodrecer numa garrafa de plástico é de arrasar. Mas é provável que o mel tenha um odor menos intenso. Infelizmente não pudemos confirmar isso no terreno porque tanto o casal que nos recebeu com a vizinha, Maria Idalina Marques, usam o método clássico. Além disso a visão de centenas de moscas a agonizar num garrafão transparente não será a melhor companhia para as horas das refeições.Ricardo Carreira
Apanhar moscas com rabos de bacalhau

Mais Notícias

    A carregar...