uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara do Cartaxo não vende terreno junto à estação de Santana

Edição de 06.12.2006 | Sociedade
A Câmara do Cartaxo não aceitou vender uma parcela de terreno na zona de Santana à Casa Agrícola da Quinta do Falcão, de Vila Chã de Ourique, alegando interesse público. O executivo chegou a consenso na reunião de segunda-feira após ter recebido uma proposta de compra da parcela com 24.570 metros quadrados a 1,69 euros o metro quadrado, o que perfazia um total de pouco mais de 41.500 euros para os cofres municipais. Uma entidade exterior ao município avaliou em 1,41 euros o metro quadrado naquela área o que, ainda assim, não evitou que a proposta não fosse aceite. O terreno em causa fica nas imediações do parque de estacionamento de apoio à nova estação de Santana e grande parte está classificada com reserva ecológica nacional. A parcela fica em terrenos contíguos à propriedade da Casa Agrícola da Quinta do Falcão e era dada como uma zona de expansão da empresa para o desenvolvimento de actividades turísticas, dado ficar situada num promontório com vista privilegiada sobre a lezíria, explicou o edil do Cartaxo. Paulo Caldas, apoiado pela restante vereação, preferiu manter o terreno como reserva estratégica para futuras intervenções. O vereador da CDU, Mário Júlio Reis, entende que o local será propício à criação de um parque de desportos alternativos. Pedro Ribeiro (PS) aventou que ali se poderia situar a zona de expansão da estação de Santana, com um terminal rodoviário.

Mais Notícias

    A carregar...