uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Escritor Carlos Machado recebe cinco mil euros do Prémio Alves Redol

Edição de 20.12.2006 | Cultura e Lazer
O Prémio Literário Alves Redol foi entregue na passada sexta-feira, numa cerimónia que teve lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Carlos Alberto Machado, que venceu com o romance “Os homens voam acima dos pássaros”, e Rui Herbon, que recebeu uma menção honrosa pelo conto “Um terno retorno” foram os únicos vencedores presentes na cerimónia e receberam o prémio das mãos da presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha.Carlos Alberto Machado recebeu cinco mil euros pelo primeiro prémio da categoria de Romance. Para o autor, que se diz “novo nestas andanças”, esta foi “a maneira de saber se a minha escrita era aceite e de alguma qualidade”. “Os homens voam acima dos pássaros” é um romance “de época e de local” e tem como objectivo explorar a questão da busca da identidade do ser humano e das formas de superar identidades indesejadas, o que justifica o título”, explicou Carlos Alberto Machado.O romance de Rui Herbon retrata, como o próprio explicou, “a história de uma família em três gerações, da decadência do período de Salazar até aos nossos dias”. Para o autor, “este é um livro difícil e fico sempre surpreso quando recebo um prémio por ele, é sinal de que não é assim tão complexo”. O romance valeu a Rui Herbon um prémio no valor de dois mil euros.Rui Herbon e Carlos Alberto Machado foram ambos escolhas unânimes do júri, do qual faziam parte o escritor Urbano Tavares Rodrigues e o crítico literário Manuel Frias Martins. Os outros dois vencedores do Prémio Literário Alves Redol, Ricardo Lahud, autor do conto “Noite de Colheita” e Jorge Sá, autor de “Aqui na Terra”, não puderam estar presentes na cerimónia embora tenham ambos sido premiados com 2.500 e mil euros, respectivamente.A edil aproveitou ainda a oportunidade para prestar homenagem ao patrono do prémio, o escritor Alves Redol, que considera “um dos maiores escritores vilafranquenses e até portugueses de sempre, que tornou a sua terra conhecida além fronteiras”.

Mais Notícias

    A carregar...