uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Ligação Arruda/Carregado pela A10 já funciona

Edição de 20.12.2006 | Sociedade
O sublanço Arruda/Carregado da A10 abriu ao trânsito na terça-feira com uma cerimónia presidida pelo Primeiro-Ministro José Sócrates. Em Junho o líder do Governo vai inaugurar a nova ponte sobre o Tejo que ligará Carregado a Benavente e que Sócrates considerou “uma obra histórica”. A cerimónia realizada no Nó do Carregado contou com o Ministro das Obras Públicas e Transportes e autarcas das zonas afectadas pela A10, entre as quais Vila Franca de Xira, Alenquer e Benavente.A ligação entre Arruda e o Carregado tem onze quilómetros de extensão e custou cerca de 150 milhões de euros.Para o ministro Mário Lino, infra-estruturas como esta auto-estrada contribuem para a diminuição da sinistralidade rodoviária. O governante afirmou ainda que será construído o IC11, o IC2 que fará a ligação entre Arruda e Quebradas e o IC13, que ligará o IP12 à A13.Para José Sócrates, o sublanço agora inaugurado é “a antecâmara para uma obra mais histórica: a travessia do Tejo pelo Carregado, um sonho que se está a tornar realidade”.“Em Junho aqui estarei para inaugurar o restante da A10”, disse ainda o Primeiro-Ministro.De acordo com António Laranjo, presidente das Estradas de Portugal, a A10 tem, entre outras, a vantagem de ser “uma alternativa à A1 entre Alverca e o Carregado, melhorar a mobilidade entre o norte e o sul, facilitar as ligações Oeste-Lezíria e viabilizar o acesso ao novo Aeroporto da Ota”. Para além disso, a A10 virá ainda facilitar o trânsito entre Vila Franca de Xira e a zona de Samora Correia/Benavente, através do “descongestionamento da actual EN10 (recta do cabo) e EN118, entre o Porto Alto e Benavente”. Estas melhorias serão sobretudo sentidas quando, no final do primeiro semestre de 2007, for inaugurado o sublanço Carregado/Benavente, que se tornará na quarta travessia do Rio Tejo e que terminará os quarenta quilómetros de extensão da A10. Essa travessia vai permitir a ligação a zonas como o Alentejo e o Algarve ou Espanha, através da A10, A13 e A2, e sem que seja necessário entrar na Área Metropolitana de Lisboa.Este novo sublanço vai trazer também alterações ao trânsito na A1 entre o Carregado e Alverca, tirando-lhe cerca de onze mil veículos e diminuindo em cerca de sete minutos o tempo de viagem. Prevê-se ainda que, com a conclusão do sublanço Carregado/Benavente se diminua em 45 por cento o número de veículos na ponte de Vila Franca.

Mais Notícias

    A carregar...